Luanda e Maputo: o espaço urbano na literatura

Colóquio Internacional - 25 de Setembro, Sala 1, CES

Todas as cidades têm a sua história. Também assim Luanda e Maputo. Luanda, situada na costa atlântica, de influência arquitetónica e urbanística luso-brasileira. Maputo, situada à beira Índico, goza de outras influências que misturam África, Portugal e Índia com a matriz britânica, via a África do Sul. O mundo destas cidades é particularmente heterogéneo: nelas entrelaçam-se temporalidades, espacialidades e valores políticos. O arcaico convive com o moderno, o progresso com o tradicional e todas as épocas expressam e reclamam atenção histórica: a era pré-colonial, a ocupação costeira, o colonialismo moderno, a independência, a época pós-colonial. Esta mistura de temporalidades resultante da experiência de aportagem, seja comercial, seja depois aquela que conduziu ao colonialismo, à luta anti-colonial e à construção do Estado pós-colonial, tem um valor político na organização do espaço, nas relações de poder que aí são exibidas e nas sociabilidades que se geram. Considerando as imagens das cidades-capitais retratadas na literatura, percebemos a predominância de signos divergentes que jamais se anulariam deixando a História suspensa. Em Luanda, a Fortaleza de S. Miguel, as igrejas da cidade Alta ou as ruas da Baixa, ligadas ao comércio, abrem um rasgo histórico virado para um passado ligado ao colonialismo português, ao tráfico de escravos e ao comércio com o Brasil. Por outro lado, a contemplação dos musseques ou dos bairros de caniço em Maputo leva-nos para culturas locais que se organizaram em frentes de luta contra o colonialismo português e se comprometeram com a luta pela independência, como vemos exemplarmente na prosa de Luandino Vieira, António Cardoso, Costa Andrade e tantos outros em Angola, ou na poesia de José Craveirinha ou Noémia de Sousa em Moçambique.

O projeto que está na origem deste colóquio internacional – De São Paulo de Luanda a Luuanda, de Lourenço Marques a Maputo: capitais coloniais em tempos pós-coloniais- tem como objetivo geral a configuração e a análise das diferentes temporalidades acima evocadas e o seu reflexo e valor político no espaço urbano. Tendo em mente o conceito da cidade como texto e a de palimpsesto textual, traçamos os contornos da análise a fazer: a cidade/capital como espaço colonial; a cidade como espaço de resistência; a cidade como espaço fundador da nova nação.

Com a participação de especialistas portugueses e estrangeiros e vários estudantes de doutoramento do programa Patrimónios de Influência Portuguesa, este colóquio visa mostrar de forma intedisciplinar e dialogante o que se tem vindo a produzir cientificamente sobre estes espaços. Um agradecimento especial vai para o acompanhamento que nos foi dado pelo professor universitário e arquiteto moçambicano Júlio Carrilho e para o escritor angolano José Luandino Vieira.

PROGRAMA

10h00m – 10h45m: Abertura e apresentação do projeto

10h45m – 12h30m: 1ª Sessão

Presidência: Pires Laranjeira (FLUC)

Roberto Vecchi (Universidade de Bolonha)

Genius loci e a imprescritibilidade do mito: arquiteturas simbólicas em tramas urbanas pós-coloniais - Luanda e Maputo

Walter Rossa (DARQ-FCTUC/ CES)

Contos de duas cidades: património urbanístico e resiliência urbana

Margarida Calafate Ribeiro (CES)

Vozes literárias de Luanda e Maputo

Walter Rossa, Margarida Calafate Ribeiro e Nuno Gonçalves

A base de dados do projeto

14h00m - 16h00m: 2ª Sessão

Presidência: José Luandino Vieira

Sara Ventura da Cruz (DPIP-IIIUC/CES)

A construção de uma capital colonial: imagens da evolução urbana de Luanda (séculos XVI-XIX)

Phillip Rothwell (Universidade de Oxford)

A arquitetura do poder na representação da cidade de Luanda em Pepetela

Mónica Silva (DPIP-IIIUC/CES)

Vidas hipotecadas. Luanda pelas prisões

Júlia Garraio (CES)

Um corpo para fazer Luanda: reconfigurações da negra do interior na literatura angolana entre a segunda metade do século XIX e a guerra civil

16h15m-18h15m: 3ª Sessão

Presidência: Júlio Carrilho (FAPF, Universidade Eduardo Mondlane)

Nuno S. Gonçalves (DPIP-IIIUC/CES)

O espaço urbano da Mafalala: origem, evolução e caraterização

Francisco Noa (UniLurio)

Mafalala: memória de uma paisagem sociocultural

Fátima Mendonça (Universidade Eduardo Mondlane)

A poesia de José Craveirinha no roteiro poético da Mafalala

Margarida Calafate Ribeiro e Walter Rossa

Considerações finais

13.09.2015 | por martalanca | literatura, Luanda, Maputo

Maputo acolhe 10ª edição do Festival Internacional UMOJA

A Cidade de Maputo, em Moçambique, acolhe de 1 a 3 de Novembro, a décima edição do Festival Internacional UMOJA que será marcada por várias manifestações artísticas nas áreas da música, artes visuais, dança e circo, provenientes de África e Europa.

Este evento multicultural será marcado por várias manifestações, com destaque para uma exposição de artes designada  “Umoja-CFC: 10 anos criando juntos”. O festival traz, nesta edição, várias manifestações artísticas e grandes figuras das artes nacionais e internacionais nas áreas da música, dança, artes visuais e circo, representativas de países africanos e europeus como Moçambique, África do Sul, Quénia, Tanzânia, Etiópia, Zimbabué, Noruega, entre outros.

Segundo os organizadores do evento, no portal TVM , a iniciativa conseguiu ao longo de uma década divulgar o que há de melhor na cultura do país, para além de criar espaço de intercâmbio entre os artistas envolvidos.
O Festival UMOJA acontece anualmente na Praça da Independência em Maputo, e tem como principais objectivos estimular a criatividade e troca de experiências entre artistas plásticos, bailarinos, músicos e escritores, e promover a paz e o desenvolvimento nas nações através da arte.

 

27.09.2013 | por martalanca | Maputo, música

Festival Teatro de Inverno em Maputo, de 25 de Maio a 23 de Junho

Decorre de 25 de Maio a 23 de Junho a décima edição do Festival de Teatro de Inverno, em Maputo, onde irão participar grupos de teatro das cidades moçambicanas de Maputo, Matola e Beira, e ainda de Angola e do Brasil.

O festival, organizado pela Associação Cultural Girassol, conta com a participação de 19 grupos, amadores e profissionais, que irão actuar, até 23 de Junho, em vários espaços da cidade de Maputo: Teatro Mapiko, Teatro Avenida, Centro Cultural Franco-Moçambicano e Cine Teatro Gilberto Mendes.

O evento, que começou no dia 25 de Maio, prevê, até dia 2 de Junho, no Teatro Mapiko da Casa Velha, as apresentações das peças: “Sete Irmãos”, “Vinte Minutos da Verdade”, “Kuphanda”, “A Face do Beirense”, “Vinte e Zinco” e “Skhendla – Os Mucavel”, protagonizadas respectivamente, pelas colectividades ECA/Teatro, Nkhululeko, Makwerinho, Malua da Beira, Ximbitana e Gumula.

Nos dias 7 e 8 de Junho, os grupos Machava-Sede, Vana Va Ndleneni, Penumbra e Mundo do Teatro do Brasil actuarão no Centro Cultural Franco-Moçambicano e no dia 9 de Junho o Festival de Inverno volta ao Teatro Mapiko onde serão apresentadas as peças “Anjos e Demónios”, do grupo Makweru, e “Curandeiro à Força” do grupo Casa Velha.

Nos dias 14, 15 e 16 de Junho, o Grupo de Teatro Gungu exibe no Cine Teatro Gilberto Mendes a obra “Salve-se Quem Puder”, enquanto “Os Indeferidos” e “Lá na Morgue”, dos Grupos Chamauarianga da Beira e Mahamba de Maputo, actuarão no Teatro Mapiko da Casa Velha.

Para encerrar o evento, o Grupo Pitabel de Angola apresentará no dia 22 de Junho, o espectáculo “O Preço do Fato: I e II”, e o grupo Girassol de Maputo exibirá, no dia 23,  a peça “A Candidata”.

Programa completo.

web

31.05.2013 | por herminiobovino | angola, Brasil, festival de teatro, Maputo, Moçambique

Semana de Cinema Africano de Maputo - de 11 a 18 de Abril de 2013

O Mês de Abril acolhe a 1ª Semana de Cinema Africano de Maputo.

A mostra de cinema é uma iniciativa de um grupo de cineastas moçambicanos em parceria com a Universidadede Bayreuth - na Alemanha - e o Instituto Cultural Moçambique Alemanha. Durante a mostra vão serapresentadas 16 longas-metragens com destaque para a ante-estreia do filme “Virgem Margarida”, dorealizador Lícinio de Azevedo.

Um grupo de cineastas moçambicanos está a preparar a realização da “1ª Semana de Cinema Africano de Maputo”(MAFW), um evento com o objectivo de promover o cinema produzido em África e estimular o gosto pelo mesmo. Ainiciativa surge em parceria com o Departamento de Estudos Literários da Universidade de Bayreuth/Alemanha quecolabora com a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e com o o Instituto Nacional para o Cinema e Audiovisual(INAC) na pesquisa e divulgação do cinema.

“Virgem Margarida”, do realizador Licínio de Azevedo, é o filme escolhido para a abertura da primeira edição da MAFW.A longa-metragem foi inteiramente rodada em Moçambique e conta a história de prostitutas - de todo o país - que foramlevadas para um centro de reeducação no meio do mato. Um local desprovido de tudo, sob a guarda de mulheresmilitares, combatentes da guerra anti-colonial. No meio delas vai Margarida, uma jovem camponesa, enviada para lápor engano, refere a sinopse.

Fotograma do filme Virgem Margarida, de 2012.Fotograma do filme Virgem Margarida, de 2012.

A mostra de cinema irá realizar-se entre 11 e 18 de Abril de 2013, com exibições de filmes nas cidades de Maputo e,possivelmente, na Matola. Nesse período serão exibidos cerca de 16 filmes africanos (todos eles de longa-metragem deficção). As entradas serão gratuitas.

A equipa do MAFW é dirigida pelo realizador, João Ribeiro, (Kanema Produções), com curadoria e contextualizaçãoacadémica de Ute Fendler (Universidade de Bayreuth/Alemanha), direcção de produção do realizador e produtor MickeyFonseca (Mahla Filmes) e coordenação da produtora Diana Manhiça (Zoom Produções e KUGOMA). A direcção técnicafica a cargo de Miguel Prista e a comunicação é coordenada pela jornalista Magda Burity (Madame Comunicação) e asatividades paralelas e de animação que vierem a acontecer têm a produção de Quito Tembe (Iodine e Laboratório deIdeias).

A iniciativa conta ainda com apoio já confirmado do Instituto Cultural Moçambique-Alemanha (ICMA), do Centro CulturalFranco-moçambicano (CCFM), da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da UEM e do Instituto Nacional deAudiovisual e Cinema (INAC).

Contacto:
Magda Burity
Comunicação MAFW
Tel. | +258 847 997 417
E-mail | comunicacaomafw@gmail.com
E-mail | madamecomunicacao@gmail.com

13.03.2013 | por herminiobovino | cinema, festival de cinema africano, Maputo, Moçambique

Toca, mostra, conta, dança: As Quintas do CCFM!

Esta semana > Quinta conta
Quem conta um conto?

Quinta-feira 14 de Fevereiro | 19h
Jardim | 50 MT / Gratuito (membros)

Nos jardins do CCFM (Centro Cultural Franco-Moçambicano), venha ouvir estórias fabulosas, engraçadas, belas, históricas… Para adultos que têm imaginação e que gostam de viajar!
Contadores: António Chirindza, Enoque Chaúque, Gilberto Malhope.

Morada | Avenida Samora Machel, nº468 - CP491 - Maputo, Moçambique
Tel.: | (+258) 21 31 45 90 | Mob.: (+258) 82 301 8000/10 | Fax: (+258) 21 31 46 00
Mail | info@ccfmoz.com
web

14.02.2013 | por herminiobovino | cinema, contos, Maputo, Moçambique

COLÓQUIO sobre Ricardo Rangel, 17 de Julho, MAPUTO

RICARDO RANGEL

Ricardo Achiles Rangel (Lourenço Marques, 15 de fevreiro de 1927- Maputo, 11 de junho de 2009), foi um fotojornalista e fotógrafo moçambicano.

A Kulungwana e o Centro Cultural Brasil Moçambique organizam colóquio sobre a obra de Ricardo Rangel, no dia 17 de Julho de 2012, com início as 14h30, assim como no cocktail de encerramento, nas instalações do CCBM.

PROGRAMA
14h30 Saudação aos participantes
Henny Matos, Directora Executiva da Kulunguana
14h40 Abertura do Colóquio
José Luis Cabaço, Presidente do Colóquio
14h50 Primeiro Painel
Raul Calane da Silva: “A Geração de Ricardo Rangel”
José Mota Lopes: “Ricardo Rangel, nos textos dos seus contemporâneos”
Debate
15h55 Segundo Painel
Rui Assubuji: “Ricardo Rangel - uma visão crítica da sua arte”
Nelson Saute: “Foto-jornalismo, ontem e hoje”
Debate
17h00 Terceiro Painel
Drew Thompson “Iconicity of Ricardo Rangel and the Production of Mozambican History”
José Teixeira “O pão nosso de cada noite: ousadia datada ou tema actual?”
Debate
18h00 Encerramento do Colóquio
José Luis Cabaço
Agradecimento aos participantes
Cocktail
Local: Centro Cultural Brasil-Moçambique, MAPUTO
Av. 25 de Setembro, 1728
Entrada livre

09.07.2012 | por candela | colóquio, fotografia, fotojornalismo., Maputo, RICARDO RANGEL

Lançamento dos livros Ndekeni (Alexandre Chaúque) e Nau Nyau e Outras Sinas (Domi Chirongo) | Conselho Municipal de Maputo

19 de Junho | 16h | Átrio do Conselho Municipal da Cidade de Maputo

Entrada Livre

O Conselho Municipal da Cidade de Maputo e a Associação de Escritores Moçambicanos convida para o lançamento dos livros Ndekeni, de Alexandre Chaúque, e Nau Nyau e Outras Sinas, de Domi Chirongo.

As duas obras foram vencedoras do Prémio Municipal 10 de Novembro, em 2010 (Domi Chirongo) e 2011(Alexandre Chaúque).

17.06.2012 | por martacacador | literatura, Maputo

Programa da Semana no Gil Vicente| MAPUTO

3 feira, 5 Jun 22h30- Karaoke com a Banda Gil Out

4 feira, 6 Jun 18h30- Encontro de cordas em after work jazz sessions 22h00- Reggae Night Live

5 feira, 7 Jun 18h30- Ras Soto & Madeira e Zinco, Ras Skunk e Jazz P 22h30- Tinito & Manghunhuta’s Girls & Boys Acompanhado por SAFELUTE Band Convidado: Gabar Mabote

6 feira, 8 Jun 22h30 - Mussodje - Directamente da Beira

Av. Samora Machel, n.43
Gil Vicente Café Bar Facebook: https://www.facebook.com/groups/93926155047/

04.06.2012 | por martacacador | Gil Vicente café bar, Maputo

1 de Junho | Palco Aberto II - Teatrando no Quintal: 'Virgem' | Maputo

Dia 1 de Junho, pelas 18 horas, no Bairro da
Mafalala (Complexo Kabila, Rua de Goa- Maputo), assista a Palco Aberto II - Teatrando no Quintal, um Programa Teatral liderado por Lucrécia Paco em comemoração do Mês da Criança. A entrada é livre!

Este Programa Teatral consta de 10 apresentações da peça
‘Virgem’, que aborda o tema da violação e abuso sexual de menores dentro da família, com a finalidade de sensibilizar os adultos sobre este assunto e as suas responsabilidades para a preservação dos Direitos da Criança. 

Em “Virgem” o conflito dá-se no seio de uma família composta por um pai, uma mãe e suas quatro filhas, em que a personagem principal, Maria (a noiva de 13 anos), que sofrera abusos em silêncio, decide rebelar-se contra o pai e a mãe e foge na madrugada de suas núpcias deixando apenas palavras escritas nas paredes com o seu próprio sangue. Finalmente eis que tudo se revela nesta procura da noiva para se consumar o acto matrimonial… 

Esta peça será novamente apresentada no dia 8 de Junho às 18h no Bairro Polana Caniço.

 

31.05.2012 | por joanapereira | Maputo, teatro

Programa Semanal Gil Vicente Café-Bar | MAPUTO

Esta semana no Gil:
Terça-feira, 29 maio, 22h30 - Karaoke com a banda Gil Out
Quarta-feira, 30 maio, 18h30- Encontro de cordas em After work Jazz sessions e às 22h00- Reggae Night
Quinta-feira, 31 maio, 22h30 - Banda Xitende
Sexta-feira, 1 Junho , 22h30 - Ras Haitrm and Word Sound & Power
Sabado 2 Junho, 22h30 - jam session

Gil Vicente Café-Bar:
Av. Samora Machel, n.43
Facebook: https://www.facebook.com/groups/93926155047/

29.05.2012 | por joanapereira | Café&Bar Gil Vicente, Maputo

AGENDA CULTURAL DA SEMANA 16-22 Maio -MAPUTO

Está patente no Centro Cultural Franco Moçambicano uma exposição individual do artista Moçambicano Jorge Dias. Nesta exposição intitulada “RIZOMA: Feminino, Familiar e Caótico” o artista retrata o cruzamento entre vários universos da sua vida, procurando, a partir do seu olhar subjectivo, reflectir sobre estes universos e perceber como podem contribuir para a mudança da percepção do mundo e da sociedade. 

Decorre, de 15 a 29 de Maio, a 11ª Edição do Ciclo de Cinema Europeu. Com duas sessões diárias e entrada livre, às 17h e às 19:30h, teremos oportunidade de ver uma selecção dos melhores filmes Europeus estreados recentemente. Este ano o destaque vai para a Alemanha, o país organizador que fará a abertura e o encerramento do Ciclo com o filme Lila Lila.Da comédia ao drama, passando pelo musical, animação e documentário, serão exibidas obras cinematográficas de Portugal, Espanha, França, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Dinamarca, Suécia, Finlândia, Suíça, Países Baixos, Bélgica, Itália e Áustria.

Este sábado, contos, fantoches e música com Rafo Diaz e o novo espectáculo “Liliana contra seus medos”, em que participam também os músicos Álvaro e Kathleen.


QUARTA-FEIRA, 16 de Maio

• Cinema. 14h Documentário “Gestão comunitária das Reservas de Mecuburi e Moribane” e debate com a Dra. Berta, Centro Terra Viva. Museu de Historia Natural.

• Cinema. 15:30h Mostra de Cinema do Chile “The Last Stand of Salvador Allende” dirigido por Patrício Henriquez. Anfiteatro 1502. FLCS UEM. 

• 11º Ciclo de Cinema Europeu. 17h. “Sonny Boy” Países Baixos. Centro Cultural Franco-Moçambicano.

• Fotografia. 18h. Inauguração da exposição “Moçambique um Reencontro II” de Clara Ramalhão. Instituto Camões.

Continuar a ler "AGENDA CULTURAL DA SEMANA 16-22 Maio -MAPUTO"

16.05.2012 | por martacacador | agenda cultural, arte africana, Maputo

Bonga ao vivo em Maputo

 

18.11.2011 | por joanapires | Bonga, Maputo, música

Ocupações Temporárias 20.11

Maputo vai ser novamente ocupada

“Ocupações Temporárias 20.11” instala-se de novo na capital trazendo a arte contemporânea aos lugares comuns dos cidadãos, a partir de 11/09 e até 02/10.

A Faculdade de Medicina da UEM, a Associação Moçambicana de Fotografia, o Cinema Scala, a Av OUA e a Av 25 de Setembro acolherão as intervenções de Camila de Sousa, Filipe Branquinho, Jorge Fernande, Shot-B e Azagaia, na segunda edição do projecto OCUPAÇÕES TEMPORÁRIAS.

A exposição, que este ano tem como mote a PRECARIEDADE, mantém o objectivo de se constituir numa plataforma de apresentação de artistas de diferentes disciplinas, com diferentes vivências e escolas, numa mostra da produção artística contemporânea moçambicana disponível para todos os públicos.

De 11 de Setembro a 2 de Outubro de 2011, decorre a segunda “versão” de um projecto de ocupações artísticas de espaços não convencionais da cidade de Maputo e tal  como na versão anterior, foram convidados artistas de naturalidade moçambicana para intervir e ocupar locais distintos que fazem parte do circuito urbano da capital e que por isso constituem territórios franqueado a todo o tipo de público. A exposição colectiva resulta assim numa rede de mostras individuais em espaços “invulgares” onde as intervenções artísticas se realizam sem alterar a função original do lugar.

PRECARIEDADE

OCUPAÇÕES TEMPORÁRIAS 20.11 inaugurará no dia em que se celebram 10 anos sobre o ataque às torres de Nova Iorque, o dia que marca a queda do mito da segurança inviolável, o fim da tranquilidade colectiva. Novos interesses parecem estabelecer-se e com isso novas ordens que alteram estruturas fundamentais como o trabalho, o parentesco, as relações sociais e até as identidades. Estes são os tempos da PRECARIEDADE, do transitório, do temporário, do inseguro. O que acontecerá ao que sempre nos foi confortável e apaziguador, ao que sempre tivemos como definitivo, permanente, seguro? Voltará? Queremos que volte? Saberemos, poderemos, conciliar frenesim com eternidade? Resultado com paciência? Sucesso com memória? As OCUPAÇÕES TEMPORÁRIAS 20.11 são elas próprias, por definição, precárias, tendo em conta os locais e condições em que se apresentam, mas na versão deste ano sê-lo-ão ainda mais, já que se apresentam assumidamente como uma proposta de reflexão pública sobre o tema que terá um espaço de particular relevo nos encontros com artistas e as conferências a realizar em parceria com a Academia.

Mais infos aqui:  ocupacoestemporarias@gmail.com 823537921

28.08.2011 | por martalanca | Maputo

maputo-maputo - um regresso na áfrica austral

6 MAI a 1 JUN, técnica mista, por Gonçalo Antunes, organização Associação Arte à Parte, BRAGA

Trata-se de uma exposição da autoria do antropólogo e artista Gonçalo Antunes, que tem por base uma viagem realizada na África Austral, entre Novembro de 2009 e Janeiro de 2010. “Maputo-Maputo” conta a história dessa viagem através de uma combinação de meios artísticos e narrativos. Resulta de um investimento do autor na viagem como prática e como tema. Entendida num sentido mais vasto do que o de simples deslocação, a viagem possibilita a experiência de contacto e de constituição de quotidianos em locais diversos que, por sua vez, são recolhidos em fragmentos e reinscritos em diários, fotografias e desenhos. A exposição é acompanhada de um catálogo prefaciado pelo antropólogo africanista Fernando Florêncio.

GONÇALO ANTUNES licenciou-se em Antropologia pela Universidade de Coimbra (2004) e fez um mestrado em Antropologia e Desenvolvimento no Goldsmiths College em Londres (2007). Tem tido diversas experiências pessoais e profissionais em vários países, como Espanha, Timor, Brasil, Moçambique. Tendo como prática recorrente o desenho e a composição de diários de viagem, este é o seu primeiro projecto público.

19.04.2011 | por martalanca | gonçalo antunes, Maputo

Inauguração da Feira do Livro de Maputo, 2ª Edição. FEIMA (Parque dos Continuadores) a partir das 15h. Gratuito.

Nos dias 29,  30 de Abril e 01 de Maio,  decorrerá no Jardim do Parque dos Continuadores em Maputo a segunda edição da Grande Feira do Livro de Maputo. 

A Feira tem como objectivos: comemorar o Dia Mundial do Livro, promover o gosto pela leitura e estimular o acesso a livros a um custo mais baixo. Durante os três dias de Feira, estão programadas diversas actividades ligadas à divulgação da literatura e do livro em geral, com destaque para a homenagem a ser prestada ao poeta Amin Nordine.
Estão confirmadas a presença de 27 feirantes, entre editoras, livrarias e produtores independentes, o lançamento de 14 livros, conversas e sessões de autógrafos com os autores: João Paulo Borges Coelho, Calane da Silva, Mia Couto, Lina Magaia, Ungulane Ba Ga kossa, Carlos Serra, Hipoloto Sengulane, Jafete Matsimbe, Marcelino Ding’ano entre outros. A Feira contará também com a presença do ilustrador da Guiné Equatorial Ramón Esono que irá desenvolver em paralelo uma exposição no espaço público da Baixa da cidade, um mural em parceira com o artista plástico moçambicano Shot-B e um workshop, com a Escola Nacional de Arte Visual. Também estará presente e o Escritor e investigador belga Guido Convents.
A Feira do Livro de Maputo contará com um programa de animação variado que envolve os contadores de estórias: Rogerio Manjate, Rafo Dias do Peru, declamadores de poesia, grupos Kupalucha e Poetas do ICMA, monólogos com as actrizes: Filipa Casimiro e Maria Atália, oficinas infanto-juvenis com a animadora Tania Silva de Portugal, e a presença da editora “cartonera” Kutsemba Cartão.

18.04.2011 | por martalanca | feira do livro, Maputo

As mulheres de Maputo estão ainda mais “capulanosas”!

 

A utilização do tradicional pano africano em modelos arrojados ou clássicos, em peças com corte de pronto a vestir ao estilo ocidental, em acessórios de vestuário e outras utilidades entrou no dia a dia da capital e deixou de ser “extravagância” de estrangeiros para ser identidade dos habitantes de Maputo. Malas, brincos, colares, bolsa para portáteis, cintos ou porta-moedas. Camisas, calções, corsários, vestidos, saias, tiras de cabelo ou chapéus. De tudo se pode encontrar, utilizável por todos, em combinações mais ou menos arrojadas, mais ou menos “combinadas”.Desde 2005 Maputo apresenta a MFW-Maputo Fashion Week, que de ano para ano vem mostrando novos valores nacionais na área da moda, fazendo mais exigências de qualidade e criatividade aos que se apresentam e trazendo mais nomes estrangeiros – designers e modelos.

Deve ser por isso, por haver uma montra nova para a imaginação na utilização da capulana, e não só, que as mulheres de Maputo estão ainda mais “capulanosas”. E não só elas, eles também!

A utilização dos fatos africanos, feitos de panos coloridos, com cortes tradicionais, de mangas em balão, galões a debruar, lenço na cabeça igual ao pano e saias longas, a utilização destes fatos não está em risco. As mulheres de Maputo, mais velhas ou mais jovens, gostam de passear a sua identidade africana, em momentos especiais, envergando obras primas feitas por alfaiates dedicados e que têm eles próprios um “ranking” apenas conhecido no circuito da moda tradicional. Dizem que os melhores são os congoleses!

Marinela, Ísis, Taibo, Mama África são alguns dos melhores nomes dos novos “alfaiates” Moçambicanos, que reforçam esta identidade africana, que vestem eles e  elas, nacionais e estrangeiros, e que tornam Maputo ainda  mais singular.

Elisa Santos, PRÓXIMO FUTURO

01.04.2011 | por martalanca | capulana, Maputo

Agenda Cultural 23- 29 de Março - MAPUTO

Quarta-Feira, 23 de Março 

• Ciclo de Cinema Italiano. 15:30h. “Geração mil euros”. Anfiteatro 1502. FLCS. UEM.

• Jazz Rigoroso. 18hWaterfront. Consumo mínimo de 200 Mt.

• Homenagem. 18h“Noite de Abraços” ao radialista Izidine Fakirá. Bar Fofoca. 

• Cinema. 19hDuas curtas-metragens “Ekwapa” e “ Phatyma” de Luiz ChavesArtenoparke.

• Concerto. 22:30h. Ras Soto. Gil Vicente Bar.

 

Quinta-Feira, 24 de Março 

• Cinema. 18:30h. Estréia de dois documentários sobre a vida e obra dos grandes artístas plásticos moçambicanos Nöel Langa e Estevão Mucavele. Centro Cultural Franco Moçambicano Entrada gratuita. 

• Concerto22h. Banda Kakana. África Bar 

• Concerto. 22:30h. Silita. Gil Vicente Bar.

 

Sexta-Feira25 de Março

 Roteiro turístico. 9h-11h Roteiro turístico na periferia de Maputo. Bairro da Mafalala. Marcações: 824180314/ 824151580

• Ciclo de Cinema Italiano. 15:30h. “Menina Effe”. Anfiteatro 1502. FLCS. UEM.

• Critical Mass Maputo. 17h. Passeios de bicicleta para promover o uso desta na cidade. Saída: Praça da Independência. 

• Concerto. 18hWaterfront. Consumo mínimo de 200 Mt.

• Arte. 18h. Inauguração exposição “Voltas em mundos sem revoltas”: pintura, escultura, fotografia… com Mauto Pinto, Professor Orlando, Gonçalo Mabunda, Lulu Sala e mais. Núcleo de Arte. 

 Teatro. 18:30h Cine-teatro Gilberto Mendes.

 Concerto. 20:30h Hortêncio Langa: Comemorando 60 anos de vida!  Centro Cultural Franco-Moçambicano. 350/200 Mt.

• Concerto22h. Música ao vivo. Xima Bar.  

• Concerto22:30h. As fabulosas cantoras vindas da Swazilandia “Spirits Indigenous”  tocam soul afro. Mafalala Libre Bar.100 Mt. 

• Concerto22:30h Valdemiro José. Gil Vicente Bar

 

Continuar a ler "Agenda Cultural 23- 29 de Março - MAPUTO"

23.03.2011 | por martalanca | agenda, Maputo

VII Festival Internacional de MúsicaMaputo - Moçambique

 de 6 a 15 de Maio de 2011

Maputo 2010 - Resumo 

Após o grande sucesso do Festival do ano passado com a maravilhosa performance de Porgy and Bess, com a paricipação de duas cantoras brilhantes dos EUA, o nosso incrível Majescoral, com dançarinos e músicos talentosos fomos capazes de oferecer ao nosso público um emocionante espectáculo de Opera. Para além disso, pela primeira vez em mais de três décadas uma orquestra completa veio a Maputo. O Festival teve a honra de receber a Orquestra Filarmónica de KWAZULU, de Durban que surpreendentemente encheu a nossa Sala. 

O tema do festival era dedicado às crianças e estamos orgulhosos da contribuição que demos para a luta contínua para proteger as crianças dos traumas do abuso infantil e negligência, bem como do tráfico. Um espectáculo divertido no dia 1 de Junho, Dia Internacional da Criança, com a presença da Primeira-dama foi especialmente concebido e dedicado às crianças. O nosso último espectáculo teve lugar no Centro Cultural de Matalana, em colaboração com a UNICEF. Conseguimos reunir mais de 1.500 crianças e suas famílias para desfrutarem de cinco horas de música com os nossos artistas locais, (incluindo a actuação inesquecível dos nossos jovens violinistas moçambicanos), e dos nossos artistas convidados especiais da Dinamarca. 

MOIRA FORJAZ  (Directora) 
Tel. [Lisboa]: +351 65 723 602 | +351 218 853 874 
Tel. [Maputo]: +258 824 101 461 
E-mail:
 moiraforjaz@gmail.com 
Site: www.maputomusic.com 

 

11.03.2011 | por martalanca | Maputo, música

Agenda Cultural da Semana 23 de Fevereiro - 1 de Março - MAPUTO

Quarta-Feira, 23 de Fevereiro

• Feira do Livro. 9:30h-18h. “Partilhando informação e conhecimento em prol do desenvolvimento”. Universidade Politécnica.

• Fotografia. 18h. Inauguração exposição fotográfica “Life Goes On” do artista plástico Mário Macilau, abertura por Dr. Nataniel Ngomane. Mediateca do BCI.

• Fotografia. 18h. Inauguração exposição fotográfica “30 Anos da AMF” Colectiva. Associação Moçambicana de Fotografia.

• Jazz Rigoroso. 18hWaterfront. Consumo mínimo de 200 Mt.

 Homenagem. 18h.  Homenagem ao cineasta José Cardoso na “Noite de Abraços”, projecção do seu filme “O vento sopra do norte”. Bar Fofoca.

• Cinema. 19h. “Meu tio matou um cara””, do realizador brasileiro Jorge Furtado. Artenoparke.

• Concerto22:30h. Quartas com Sigauque Project. Gil Vicente Bar.

 

Continuar a ler "Agenda Cultural da Semana 23 de Fevereiro - 1 de Março - MAPUTO"

23.02.2011 | por martalanca | Maputo

Agenda Cultural 16– 22 de Fevereiro - MAPUTO

Quarta-Feira, 16 de Fevereiro

• Jazz Rigoroso. 18h. Just Jazz. Waterfront. Consumo mínimo de 200 Mt.

• Cinema. 19h. “Bilhete de Ida para Mombasa”, do realizador da Finlândia Menolippu Mombasaan. Artenoparke.

• Concerto22:30h. Quartas com Sigauque Project. Gil Vicente Bar.

 

 Quinta-Feira, 17 de Fevereiro 

 Homenagem. 18h.  Stewart Sukuma na “Noite de Abraços”. Bar Fofoca.

• Concerto22h. Ta - Bazily ao vivo. África Bar.  

• Concerto22:30h. Helder Edgar, baixista moçambicano radicado na Holanda. Gil Vicente Bar.  

 
Sexta-Feira18 de Fevereiro

• Concerto. 18h. Trio Chamanculo. Waterfront. Consumo mínimo de 200 Mt. 

• Concerto18:30h ImproRiso. Gil Vicente Bar.

• Poesia18:30h Noite de poesia Am´Arte, com Nataniel Ngomane e Orlando da Concieção. ICMA.

 Teatro. 18:30h “Vida dura”. Cine-teatro Gilberto Mendes.

 Concerto. 19h Roots Night. Mafalala Libre.

• Concerto22:30h Moticoma. Gil Vicente Bar.

• Concerto23h. Música ao vivo. Matola Jazz Bar.

 

Sábado19 de Fevereiro

 Roteiro turístico. 9h-15h. Roteiro turístico na periferia de Maputo. Bairro da Mafalala. Marcações: 824180314

 Teatro. 16h.  “Vivendo com a Sogra”. Cine-teatro Gilberto Mendes.

 Concerto. 18h-22h. Música ao vivo. Núcleo de Arte. 

 Teatro. 18:30h. “Vida dura”. Cine-teatro Gilberto Mendes.

• Concerto18:30h. Silent Spirits. Gil Vicente Bar.

• Concerto18:30hWaterfront. Consumo mínimo de 200 Mt. 

• Concerto22h. Festa com Dj Eduardo e Dj Serito. África Bar.  

• Jam Session23h. Gil Vicente Bar.

• Concerto23h. Música ao vivo. Matola Jazz Bar.

 

Domingo20 de Fevereiro

 Roteiro turístico. 9h-15h. Roteiro turístico na periferia de Maputo. Bairro da Mafalala. Marcações: 824180314

 Teatro. 16h. “Vivendo com a Sogra”. Cine-teatro Gilberto Mendes.

 Concerto. 18h-22h. Música ao vivo. Núcleo de Arte.

 Teatro. 18:30h. Vida DuraCine-teatro Gilberto Mendes.

 Concerto. 19h. Jam Session. Xima Bar.            

 

Segunda-Feira, 21 de Fevereiro

 Cursos de Espanhol. 13:30h. Reunião informativa sobre os cursos de espanhol. UEM. Faculdade de Letras. Sala 316. Marcações:821239120.

 Fotografia. 19h. Inauguração da exposicação fotográfica producida pelos membros da AMF. Associação Moçambicana dos Fotógrafos.

 

Terça-Feira, 22 de Fevereiro

• Karaoke. 22:30h. Queres cantar? Karaoke com banda. Gil Vicente.

 

E AINDA…

• Exposição de  fotografiaFotografías da AMF. Associação Moçambicana dos Fotógrafos.

• Exposição de  fotografiaHomenagem a Jean Rouch, realizador francês. Centro Cultural Franco-Moçambicano.

• Exposição de escultura“Bronzes” do escultor Sul-africano Michael Canhadas . Associação Kulungwana. Até 27 de Fevereiro.

• Exposição de pintura“Percursos” Trajectoria do artista plástico Tomo desde 1983 . Casa da Cultura do Alto Maé.

• Exposição de arteExposição permanente. Museu Nacional de Arte.

• Exposição de artePintura e escultura, exposição permanente de artistas moçambicanos. Núcleo de arte.

• Exposição de arteArtes gráficas e artes visuais, trabalhos dos alunos da Escola. Galeria da ENAV.

• Exposição de arteExposição colectiva. Veleiro de Artes.

• Feira de Artesanato. FEIMA: Diariamente, o melhor do artesanato e da arte, gastronomia e floricultura da cidade. Parque dos Continuadores.

16.02.2011 | por martalanca | Maputo