Arqueologias da Hospitalidade | Entrevista a Rachael Kiddey

Arqueologias da Hospitalidade | Entrevista a Rachael Kiddey Algures no meio há algo mais humano que tenta compreender estas pessoas, imagine se tivesse de fugir da sua casa e só pudesse levar consigo uma coisa, como continuaria a ser você mesmo? Para além de fugir e experimentar um conflito traumático, aparece num lugar que é suposto ser civilizado e é tratado como uma abominação. Este projecto está prestes a tentar humanizar os migrantes e torná-los indivíduos e pessoas reais, nossos amigos, nossos vizinhos.

Cara a cara

07.12.2020 | por Alicia Gaspar e Rachael Kiddey