ÁFRICA NO FESTIN [3 > 10 ABR 2013]

FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa está de volta ao Cinema São Jorge, em Lisboa, para a sua quarta edição.

Entre 3 e 10 de abril serão exibidos 77 filmes, entre 24 longas e 53 curtas-metragens (ficção, documentário e animação), provenientes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Entre as novidades desta edição, destaque para uma homenagem ao cinema de Angola e para uma maratona de documentários, no dia 8 de Abril, onde serão exibidos oito filmes, entre longas e curtas-metragens.

alguns lembretes:

QUARTA, 3 DE ABRIL

O GRANDE KILAPY
Angola/ Portugal/Brasil, 2012, 100 minutos, Ficção
Realização: Zezé Gamboa
Com: Lázaro Ramos, Pedro Hossi, João Lagarto, Patrícia Bull, Adriana Rabelo, Sílvia Rizzo, Hermila Guedes, São José Correia

Horário: 3 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira

Sinopse: Joãozinho é um vigarista com uma profunda ética de amizade, bon vivant a todo o custo, é uma pessoa simples e que vive indiferente às contingências de vida numa colónia portuguesa. Por forças das circunstâncias Joãozinho acaba por se tornar uma personagem incómoda e subversiva para o regime colonial português.

NOS TRILHOS CULTURAIS DA ANGOLA CONTEMPORÂNEA
Angola, 2010, 58 minutos, Documentário
Realização: Dias Júnior
Com: Orlando Sergio

Horário: 4 de abril | 22h00 | Sala 3

Sinopse: Produzido no âmbito da série DOCTV-CPLP, que apresentou ao público nove documentários inéditos produzidos nos países da CPLP e em Macau, este documentário traça os trilhos da linha entre o passado, o presente e o futuro de uma linha férrea de importância extrema que atravessa Angola de leste a oeste. Em 50 minutos, o documentário, que levou 16 dias de rodagem e seis meses de produção, centra a sua ação no troço Lobito/Cubal (ambos municípios de Benguela), num percurso de aproximadamente 153 quilómetros.

CULTURAS VIVAS
Angola, 2012, 45 minutos, documentário
Realização: Chico Júnior
Com: Povos hereros

Horário: 5 de abril | 20h00 | Sala 3

Sinopse: Este documentário retrata e valoriza algumas etnias do sul de Angola com destaque para os subgrupos do grupo Hereros, que mesmo com os quinhentos anos de colonização e de imposição religiosa, mantiveram-se firmes na conservação da sua cultura ancestral, a mesma que faz parte do acervo de culturas desta imensa Angola. A sua interação com outros grupos bantus, o confronto permanente durante a transumância e a sobrevivência do gado são também problemas abordados nesta obra.

MANIFESTO DAS IMAGENS EM MOVIMENTO
Moçambique, 2012, 5 minutos, Documentário
Realização: Diana Manhiça
Horário: 6 de abril | 18h00 | Sala 3

Sinopse: Originalmente editado como um manifesto do KUGOMA para a introdução da seção de Arquivos de Imagens em Movimento do festival, em 2012, as imagens filmadas por Diana Manhiça e Ilda Abdala durante a remoção de caixas e películas irrecuperáveis do acervo do INAC (Instituto Nacional de Audiovisual e Cinema), em Maputo, foram cruzadas com registos do Simpósio do Festival Dockanema de 2010, e excertos de entrevistas do Projecto “Fora de Campo” de Catarina Simão. O contexto é definido por elemento textuais, da Declaração sobre a Conservação e Preservação do património Audiovisual da UNESCO, de 1980.

SEGUNDA-FEIRA, 8 DE ABRIL

BAFATÁ FILME CLUBE
Portugal/Guiné-Bissau, 2011, 77 minutos, Documentário
Realização
: Silas Tiny.

Horário: 8 de abril | 15h30 | Sala 3

Sinopse: Em Bafatá, na Guiné-Bissau, Canjajá Mané, antigo operador de cinema e guarda do clube da cidade, repete os mesmos gestos há cinquenta anos. Mas atualmente o cinema está fechado e não existem espectadores. Dos seus tempos como trabalhador do clube até aos nossos dias, restam apenas recordações. Na cidade, somente as pedras, árvores e o rio resistiram à erosão do tempo. E com eles, algumas pessoas, que ficaram para perpetuar na memória do mundo e dos homens, que ali já viveu gente. São essas pessoas por quem Canjajá procura e espera pacientemente até hoje.

Continuar a ler "ÁFRICA NO FESTIN [3 > 10 ABR 2013]"

02.04.2013 | por martalanca | cinema, cinema africano, festin

FESTIN 2012: inscrições de filmes de expressão portuguesa até 31 de Janeiro

Decorrem até 31 de janeiro as inscrições para a Seleção Oficial Competitiva de Cinema de Expressão Portuguesa (curtas e longas-metragens) do FESTin - Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa.

O FESTin regressa ao Cinema São Jorge, em Lisboa, de 9 a 16 de maio. Nesta 3ª edição, o festival homenageia a cinematografia brasileira, no âmbito das comemorações do Ano do Brasil em Portugal, passando a integrar anualmente na sua programação a Mostra de Cinema Brasileiro, anteriormente produzida pela Fundação Luso-Brasileira.
Em 2011 o festival durou seis dias, exibiu 78 produções dos oito membros da Comunidade de Países da Língua Portuguesa, que foram vistas por mais de 3000 espetadores.
O FESTin foi criado em 2010 com o objetivo de celebrar e fortalecer a cultura de expressão portuguesa através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social. O festival é organizado pela Padrão Actual, em co-produção com a Fundação Luso-Brasileira e a EGEAC – Cinema São Jorge.
Informações e regulamento para a secção competitiva
www.festin-festival.com
Contactos
Direção do festival – festivalitinerante.festin@gmail.com
Assessoria de Imprensa – imprensa.festin@gmail.com

23.01.2012 | por joanapires | festin, Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa

FESTin 2012 – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa

O FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa regressa ao Cinema São Jorge, em Lisboa, de 9 a 20 de maio de 2012, incluindo uma Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo, a propósito do Ano do Brasil em Portugal. 

O Brasil será o país homenageado nesta 3ª edição, sucedendo a Moçambique (2010) e a Portugal (2011), no entanto, a partir do próximo ano, o festival passará a integrar sempre na sua programação a Mostra de Cinema Brasileiro anteriormente produzida pela Fundação Luso-Brasileira.

As inscrições para a Selecção Oficial Competitiva de Cinema de Expressão Portuguesa (longas e curtas metragens) estão abertas até 31 de janeiro de 2012 e o regulamento pode ser consultado no site do FESTin.

Para além das secções competitivas de longas e curtas-metragens e de mostras temáticas paralelas, o FESTin promove ainda debates e oficinas para crianças e jovens. No próximo ano a organização do evento pensa alargar as suas atividades às comunidades de língua portuguesa espalhadas pelo mundo.

O FESTin foi criado em 2010 com o objetivo de celebrar e fortalecer a cultura de expressão portuguesa através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social. É organizado pela Padrão Actual, em co-produção com a Fundação Luso-Brasileira e a EGEAC – Cinema São Jorge.

Em 2011, a 2ª edição do festival realizou-se entre 26 de Abril e 1 de Maio e exibiu 78 produções dos oito membros da Comunidade de Países da Língua Portuguesa, que foram vistos por mais de 3000 espectadores. A longa-metragem vencedora da 2ª edição foi “Hortas di Pobreza”, da jovem realizadora Sara de Sousa Correia.

27.09.2011 | por joanapires | Brasil, cinema, cinema brasileiro contemporâneo, cultura de expressão, festin, Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa

O FESTin 2011 continua

No quarto dia do FESTin – Festival de Cinema Itinerante de Língua Portuguesa, no cinema São Jorge, poderão ser vistas produções de Angola, Brasil, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e Timor Leste. O FESTin 2011 decorre até o dia 01 de Maio com entrada gratuita.

A primeira longa-metragem em exibição, às 15h00, na Sala Manoel de Oliveira, é O milagre de Santa Luzia de Sergio Roizenblit, estreia em Portugal. O filme é uma viagem pelo Brasil que toca sanfona conduzida por Dominguinhos, principal sanfoneiro vivo do país. 

A seguir, na mesma sala, segue-se a exibição do filme Um funeral à chuva, produção portuguesa de Telmo de Campos Martins. O filme conta a história de um grupo de antigos estudantes universitários que reencontram-se na cidade onde haviam estudado, devido à morte de um deles.

Às 19h15, mais uma estreia: a produção brasileira Vingança de Paulo Pons, com um intricado enredo que tem como centro o estupro de uma jovem e a busca do autor do crime pelo seu noivo incitado pela vingança. O noivo pode perder a revanche ao conhecer a irmã do estuprador. 

Por fim, será exibido às 21h30, o documentário DZI Criquettes de Tatiana Issa e Raphael Alvarez. O documentário resgata a trajetória do irreverente grupo DZI Croquettes que se tornou símbolo da contra cultura ao confrontar a ditadura usando a ironia e a inteligência e a defender a quebra de tabus sociais e sexuais.

Neste dia também serão exibidas 3 sessões de curtas-metragens que estão em competição na sala 3 do cinema São Jorge. Dentre os curtas, destaca-se a produção guineense A pegada de todos os tempos de Flora Gomes, O Sabiá e Aos Pés que contarão com a presença do realizador Zeca Brito.

Para completar o dia, às 18h30, ocorrerá a mesa redonda Escrito e Filmado: A literatura lusófona vai ao cinema. Esta mesa tem o intuito de discutir as diversas relações existentes entre o cinema e a literatura, fazendo uma abordagem histórica e comparativa, a traçar o olhar do cineasta, do escritor e da academia sobre o tema. Compõem a mesa Amílcar Bettega (escritor), Brisa Paim (escritora), João Ribeirete (Investigador), José Farinha (realizador) e Tony Tcheka (escritor).

Programação completa: http://festin-festival.com/?page_id=474Camila Bourgard - Assessoria de Imprensa+ 351 926 812 827

28.04.2011 | por martalanca | festin

Lixo Extraordinário vai abrir o Festin 2011

Filmado ao longo de quase dois anos, Lixo Extraordinário acompanha a visita do artista plástico Vik Muniz a um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis. O objetivo inicial de Muniz era “pintar” esses catadores com o lixo. No entanto, o trabalho com estes personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugestionados a imaginar suas vidas fora daquele ambiente.

 

FESTIVAL: FESTIN 2011 - FESTIVAL DE CINEMA ITINERANTE DA LÍNGUA PORTUGUESA
Fomentar a interculturalidade, a inclusão social e o intercâmbio cultural nos países de língua portuguesa, através da realização de um Festival de Cinema comprometido com a divulgação de diferentes culturas e práticas de respeito à diversidade presente nos povos de Língua Portuguesa é o objetivo do FESTin.

25.04.2011 | por martalanca | festin