Talvez um dia as árvores dêem livros

Talvez um dia as árvores dêem livros «Vivemos num paraíso e não temos noção. Os espinhos desse paraíso somos nós. Isso entristece-me. De facto temos uma grande riqueza nas nossas mãos, mas não a sabemos aproveitar. A grande diferença entre nós e outros ilhéus é que nós não precisamos de fazer muito para sobreviver. Isso, por vezes, leva ao laxismo», lamenta Isaura Carvalho.

Vou lá visitar

30.11.2011 | por José Fialho Gouveia

Música, um veículo de aproximação - entrevista a Celina Pereira

Música, um veículo de aproximação - entrevista a Celina Pereira Há muitos anos em Lisboa (o seu Cabo Verde próprio), a cantora caboverdiana dedica-se à educação pela música, divulgando a riqueza e diversidade das cantigas e saberes populares. Nisto, também a auto-estima dos afro-descendentes vai-se conquistando. Pela sua natureza nómada, a música sempre viajou muito e, nessas trocas e tricas, há uma memória colectiva a conhecer, naquilo que nos une e diferencia.

Cara a cara

10.08.2011 | por Marta Lança