Julieta

Julieta claro que este projeto passou por dificuldades. Não havia muitos produtores de brinquedos em Portugal na época em que comecei. Nem os brinquedos tinham tanta importância. Era somente um brinquedo... O que não é o caso para mim. Todos têm nomes e histórias. Este é o trabalho que amo. Sou feliz porque faço o que gosto todos os dias, sem pressão e sem ordens. E vejo rostos felizes todos os dias. As pessoas que entram nesta loja são especiais, pois sabem que os meus brinquedos são mais que mero plástico. Eles são muito mais”, diz Julieta.

Cara a cara

22.04.2019 | por Sinem Taş

Cihan

Cihan     Decidi fazer fotografia quando percebi que a opinião da minha família já não fazia sentido. A minha mãe não permitiria, dizia-me “as meninas não tiram fotos”. Então, eu fazia-o sem o seu conhecimento dela. Encontrei uma câmara disponível e a outra deixava em casa, assim a minha mãe pensava que eu a tinha deixado em casa.

Cara a cara

29.03.2019 | por Sinem Taş