Soraia Simões

É investigadora e escritora. Pós-graduada em Estudos de Música Popular, mestre em História Contemporânea pela FCSH, doutoranda em História na NOVA/FCSH; em curso tem uma tese de doutoramento intitulada Literaturas de uma Mulher Musical em Trânsito acerca do repertório poético musical de Amélia Muge desde 1975 ainda em Moçambique.

Laura do Céu é o pseudónimo usado por Soraia Simões de Andrade, uma homenagem às avós, materna e paterna respectivamente, é com ele que assina poemas e prosa, publicou Metrónomo sem Função (2020), prosa narrativa, e (S) EM TERRA (2021), poesia, pela ORO/Caleidoscópio.

No âmbito académico publicou, entre artigos em revistas e plataformas da especialidade, Passado Presente. Uma Viagem ao Universo de Paulo de Carvalho (2012), RAPublicar – a micro-história que fez História numa Lisboa adiada (Editora Caleidoscópio 2017) e Fixar o (in) visível. Os primeiros passos do RAP em Portugal (Editora Caleidoscópio 2019).

Realizou o documentário A Guitarra de Coimbra para a RTP2 (2019); coordena a Revista, e plataforma, Mural Sonoro; realizou diversas curadorias e trabalhos como ghostwriter por convite. Foi distinguida com o Prémio Megafone Sociedade Portuguesa de Autores (2014).

Foi investigadora do Instituto de História Contemporânea (Fev 2015 – Agosto 2020) e é investigadora do CEF da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, no pólo FCSH NOVA correspondente ao centro História. Territórios. Comunidades. Fazem parte da sua investigação a história oral, a dimensão histórica da linguagem literária na música, a relação entre cultura, sociedade, memória e género.

Email:

Web: Mural Sonoro

Artigos do autor