Patrícia Lino

(1990) é professora universitária e poeta. Ensina literaturas e cinema luso-brasileiros na UCLA (University of California, Los Angeles). É a autora de Antilógica (2018) e Manoel de Barros e A Poesia Cínica (2019). Dirigiu Vibrant Hands (EUA, 2019) e Anticorpo. Uma Paródia do Império Risível (EUA, 2019). Publicou, apresentou e expôs ensaios, poemas e ilustrações em mais de cinco países. A sua investigação centra-se, neste momento, na poesia contemporânea, culturas visual e audiovisual, paródia e anticolonialismo, intermedialidade e cinema luso-brasileiro. É editora da revista de poesia e crítica Virada. http://patricialino.com.