Mahla, dos moçambicanos Mickey Fonseca e Pipas Forjaz

SYNOPSIS (fr.) Ermelinda est une infirmière à l’hôpital central de Maputo. Lasse des coups donnés par un mari abusif, Jerry, un agent immobilier, elle décide de le quitter malgré le fait qu’elle apprend qu’elle est enceinte. Dans le bus qui la ramène à la maison, pour aller chercher son fils et quitter définitivement Jerry, un événement survient et met en doute sa décision et sa personnalité.
SYNOPSIS (ing.) Ermelinda is a nurse who works at the Maputo
Central Hospital. Tired of receiving beatings from her abusive husband, Jerry, a real estate agent, she decides to leave him even though she finds out she is pregnant. On the bus home to fetch her son and leave Jerry forever, something happens.

A história de uma tragédia com um paiol à mistura
Em «MAHLA», a mais recente produção cinematográfica dos cineastas moçambicanos Mickey Fonseca e Pipas Forjaz, é uma história da triste relação entre uma enfermeira que se esforça em manter o seu trágico casamento com um agente imobiliário que também vive do roubo para sustentar o seu vício pelo consumo do álcool. Pelo meio, a explosão do paiol de Mahlazine vem tornar ainda mais trágica a história do casal, uma história atravessada por muitas outras tragédias que fazem parte do nosso quotidiano, como é o caso do drama dos linchamentos.
Jerry, cujo papel é desempenhado pelo conhecido actor Mário Mabjaia, é um agente imobiliário que sofre de várias doenças extremamente perigosas para a manutensão de uma vida condigna e do seu matrimónio com a Ermelinda, uma enfermeira do Hospital Central de Maputo, cujo papel é desempenhado pela conhecida dançarina Edna Jaime.
Para além de sofrer de cleptomania, uma doença que o manda roubar sempre que a oportunidade lhe aparece pela frente, Jerry é um alcoólatra incorrigível. Não corresponde propriamente – como já se viu – ao retrato do marido ideal. Pior: não reconhece o esforço que – diante das circunstâncias – a Ermelinda faz para manter o lar, o seu papel de esposa perfeita, recatada, religiosa, trabalhadora, mas sobretudo o papel de mãe afectuosa de um
filho com sete anos de idade. Na vida doméstica, não há nada que lhe escape à atenção, embora tudo o que ela faça acabe sempre por atrair a insatisfação inusitada do marido bêbado que responde de seguida com cenas de violência doméstica, ante a contestação dos vizinhos.

Mickey Fonseca escritor, produtor, realizadorPipas Forjaz produtor, director de fotografia, editorActores Principais Mario Mabjaia, Edna Jaime, Azagaiaestreia Berlin, 18 de Fev 2010 na serie LATITUDE- Nove filmes de curta metragem contemporanea de Africa patrocinado pelo Goethe InstituteJHBe ICMA.NomeadoAfrican Movie Academy Awards(AMAA) na categoria de Best short film 2010 na Nigeria

 

15.06.2010 | par martalanca | cinema, Mickey Fonseca, Moçambique, Pipas Forjaz