NARRATIVAS AFRO-EUROPEIAS: MEMÓRIA, MEDIAÇÃO E IMAGINAÇÃO

10 de Abril 2019 | 18H00 NOVA FCSH | Edifício ID, Sala Multiusos 3
Poderão diferentes histórias ser contadas num mesmo espaço?
Conversa com: Ana Paula Tavares (Poetisa, investigadora no CLEPUL - UL),Diana Andringa  (Jornalista, investigadora, CES - UC), Dulce Cardoso (Escritora), Margarida Calafate Ribeiro (Investigadora do CES - UC; Coordenadora da Cátedra Eduardo Lourenço, Univ. de Roma), Yara Monteiro (Escritora) Moderação: Maria Agusta Babo (Professora da FCSH, Investigadora no ICNOVA).
A emergência de uma pós-memória colonial e a inerente reabertura de arquivos é uma dimensão dos processos pós-coloniais da Europa, ocorrendo a par da emergência de novas narrativas, nomeadamente interculturais e afrodescendentes. Estes aspetos, de grande relevância para a reconstituição do tecido socio-cultural, revelam a complexidade do pós-colonial e as suas co-existências: o aprofundamento da consciência histórica do colonialismo, o questionamento das mitologias nacionais e a necessidade de uma re-imaginação da identidade coletiva. A narrativa torna-se por isso um campo de batalha e de cerzimento - um lugar de reconto, de contra-narrativas e de sonhos por inventar. Poderão diferentes histórias ser contadas num mesmo espaço? Qual o papel da literatrua e dos relatos na mediação das várias dimensões da pós-colonialidade?

01.04.2019 | por martalanca | NARRATIVAS AFRO-EUROPEIAS

Ciclo de Debates | NARRATIVAS AFRO-EUROPEIAS

O Ciclo de Debates “Narrativas Afro-Europeias” (de janeiro a junho 2019 na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - NOVA FCSH) abordará a ligação das culturas europeias e africanas na Europa de hoje, enraizada não apenas na história e na memória coletivas, mas também na origem e experiências atuais de muitos cidadãos europeus. Valorizando o debate público e a cidadania como vocações fundamentais do conhecimento, a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa promoverá o diálogo com um conjunto alargado de interlocutores acerca da interculturalidade afro-europeia, a partir da realidade portuguesa. Em foco, estarão temáticas como: o acesso à educação pelas gerações afrodescendentes; a importância das artes na produção de um imaginário pós-colonial; as narrativas como mediação entre diferentes vozes, raízes e experiências; o reconhecimento da diversidade e o combate à discriminação; a língua portuguesa como língua comum a várias culturas e nações; a cidadania europeia e a interculturalidade como política.
1ª EDIÇÃO | 30 Janeiro 2019 | 16 horas / NOVA FCSH | Torre B, Auditório 1
“AFRODESCENDÊNCIA E SISTEMA EDUCATIVO”

Haverá periferias no sistema educativo português? O Sistema Educativo é a base fundamental da coesão social nas sociedades democráticas, promovendo a igualdade de oportunidades e, ao mesmo tempo, o respeito pelas diferenças. Está o sistema educativo em Portugal preparado para responder aos desafios sociais e culturais de uma sociedade cada vez mais diversa? De que modo tem o sistema educativo português respondido às exigências de uma condição pós-colonial? Quais os obstáculos no acesso à universidade para os estudantes afrodescentes? Haverá periferias e discriminação no sistema educativo e na vida escolar?

PROGRAMA:
Abertura Francisco Caramelo (Diretor da NOVA, FCSH)
Susana Trovão (Subdiretora para a Investigação da NOVA)
Painel
Beatriz Gomes Dias (Presidente da DJASS - Associação Afrodescendentes)
Cristina Roldão  (Investigadora do CIES - IUL)
David Justino  (Ministro da Educação do XV Governo Constitucional, Professor da FCSH, investigador do
CICS.NOVA)
Fernanda Rollo (Secretária Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, do XXI Governo Constitucional 2015-18; Professora da FCSH, investigadora do HIC)
Sónia Magalhães  (Diretora do PRSD – Provedores de Respostas Sociais Para o Desenvolvimento)
Convidados (Debate): Ariana Furtado (Professora, 1º ciclo); Elisa Valério (Professora de PLNM, 2º ciclo e Secundário); Luís Vitorino (Presidente da Associações de Estudantes Angolanos de Lisboa); Smith Mendes (Núcleo de Estudantes Africanos e Lusófonos - AE FCSH); Tiago Fortes (Núcleo de Estudantes Africanos - AE FCT-UNL); Alberto Junior (Presidente da Associação de Estudantes da Guiné Bissau no Porto (AGBP).
Moderação: Alexandra Prado Coelho (Jornalista)
Contacto
Projeto African-European Narratives, ICNOVA - Instituto de Comunicação, NOVA FCSH, FCSH - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa Av. de Berna, 26 C, 1069-061 Lisboa info@africaneuropeanarratives.pt WWW.AFRICANEUROPEANARRATIVES.EU
Narrativas Afro-Europeias é um projeto do Programa “Europa Para os Cidadãos” que se associa também à proclamação pelas Nações Unidas da Década Internacional da Afrodescendência (2014-2025).

21.01.2019 | por martalanca | afro-descendentes, NARRATIVAS AFRO-EUROPEIAS