Conferência e exposição "História da Guiné-Bissau através da história de mulheres - como as mulheres participam na reconstrução do país"

A Musqueba é um Movimento de Mulheres que visa a educação e valorização de mulheres africanas nos contextos onde se inserem com o objectivo de potenciar o seu contributo na luta pela paz e justiça social.
Imbuída do espírito educativo e de consciencialização para as questões do Género que norteia a sua ideologia o Movimento tomou a iniciativa de celebrar o Dia da Mulher Guineense, que se comemora a 30 de Janeiro na FCM-UNL - Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, sita no Campo dos Mártires da Pátria, 130, Lisboa a partir das 18h.
Pretendemos com esta actividade proporcionar um momento de debate público entre todas as pessoas interessadas em conhecer o contributo que as mulheres têm dado pela Guiné-Bissau e por isso iremos partilhar com todos os interessados vivências, reflexões e conquistas feitas pelas Mulheres no alcance da prosperidade económica e social.
Autocarros: 723, 30, 790, 767

26.01.2013 | por martalanca | Guiné Bissau, mulher

Clementinas - histórias de Mulheres

Clementinas é um site de histórias. Histórias de mulheres de todos os tipos e de todas as partes.

29.10.2011 | por martalanca | mulher

O papel da mulher nas artes - fac de letras LISBOA

Espectáculo de improvisação dia 16 às 22h na sala 2 do S. Jorge, A Voz da Palavra / The Voice of the Word, uma homenagem a Sherazade com duas contadoras de histórias, uma bailarina e uma música, entrada 6€.
Também vale a pena espreitar a Faculdade de Letras, com o átrio vivo, com a Valquíria Enxoval, da Joana Vasconcelos, que também irá fazer uma intervenção na manhã do primeiro dia do congresso; dia 16, passa um documentário sobre esta peça, feita por encomenda da Câmara Municipal de Nisa, com os tradicionais bordados…

O papel da mulher nas artes em destaque na Faculdade de Letras 15-17 Junho - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa 

O grupo de investigação de Estudos Americanos do CEAUL  (Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa)  está a organizar o colóquioWomen and the Arts: Dialogues in Female Creativity in the U.S. and Beyond, a decorrer na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, entre os dias 15 e 17 de Junho. Pretende-se dinamizar uma reflexão sobre a produção artística no feminino, num contexto multidisciplinar e de cariz internacional. 

A relação entre a mulher e a arte e os seus diferentes contornos e expressões é a base deste colóquio de três dias, contrastando a realidade dos Estados Unidos da América com outras culturas. Propõe-se uma reflexão sobre as condições de produção, circulação e recepção dos trabalhos realizados por mulheres artistas, desde a modernidade até ao contexto contemporâneo.

O colóquio irá cobrir uma série de áreas, desde a literatura, às artes visuais e performativas, passando pela música. Vamos ter como convidados de relevo, Sandra Gilbert, poetisa e investigadora sobre a literatura feminina de expressão anglística; Christine Battersby da área da filosofia da criatividade feminina; o crítico, fotógrafo e curador Edward Lucie-Smith; Ana Luísa Amaral, poetisa e académica.

Continuar a ler "O papel da mulher nas artes - fac de letras LISBOA"

08.06.2011 | por martalanca | arte, mulher

Conferência de José Manuel Pedrosa "A Mulher no Conto Popular" na Casa das Histórias Paula Rego

27.05.2011 | por martalanca | conto popular, mulher

Exposição "Processo", de Jordi Burch na [Kgaleria] - LISBOA

“Há mulheres que passam por nós e deixam marca. Vai-se vivendo com isso, como se pode. Tudo se processa. As mulheres dão lugar a imagens e aos poucos vamos acreditando poder manipular o que ficou. Colocamos confissões na parede, desarmamo-nos. Aos poucos vamos conseguindo. Há coisas que não mudam mas ficamos um pouco mais próximo de saber quais são. É a vida. As imagens são um processo.”

Inauguração dia 5 de Maio, 5ª. feira, pelas 18h30, na [Kgaleria].

Jordi Burch no BUALA

29.04.2011 | por martalanca | fotografia, Jordi Burch, mulher

Agenda Março na CACAU, S.Tomé

Feira da Mulher 

Dias 5 e 6 de Março das 10h00 às 20h00 

Jantar da mulher “Janta com Ele” 

Jantar dedicado às mulheres com presença dos homens. 

Dia 8 de Março no Restaurante “Oficina de Sabores” no espaço CACAU. 

Movimento Pró-Mulher 

Um dia para os homens viverem a vida das suas mulheres. 

Dia 8 em S.Tomé e Príncipe e todos os territórios que nos estejam a acompanhar neste momento. 

Debate Televisivo “As mulheres têm a Palavra” 

Debate na TVS onde as mulheres têm a palavra para dizer de sua justiça. 

Dia 15 na TVS 

Dia da Poesia 

Um dia de poesia dedicado às mulheres, feita e dita por homens e mulheres. 

Dia 20 na CACAU 

Campanha de rastreio “Cancro da Mama” 

Campanha de sensibilização para prevenção do Cancro da Mama 

Em parceria com a empresa Portuguesa Lanidor, Ministério da Saúde e o Instituto Marquês de Valle Flor. 

Dia 25 

CineMulher 

Ciclo de cinema dedicado à Mulher. 

Dias 4, 11, 18 e 25 

Dia 4: Comer, Orar e Amar 

Dia 11: O sexo e a Cidade 

Dia 18:The Women 

Dia 25: Amar é Complicado 

02.03.2011 | por martalanca | Cacau, mulher, S.Tomé

Mulheres artistas de África

O texto “Criando um espaço de liberdade: mulheres artistas de África de N’Goné Fall prossegue uma linha iniciada com o de Kobena Mercer. Se este último desenvolve a sua argumentação em torno da questão da identidade sexual, o ensaio de N’Goné Fall introduz o tópico do género a fim de assinalar o modo como ‘ser-se mulher’ em África constitui uma condição que em nada corresponde a uma essência, mas um condicionalismo e também uma possibilidade para o trabalho artístico. Este não se resume evidentemente a questões de género, mas também é sobredeterminado pelos contextos, distintos, em que as artistas trabalham.

Extraído do catalogo da exposição Global Feminisms que teve lugar no Museu de Brooklyn de Nova Iorque no ano de 2007, o texto chama também a atenção para o modo como o feminismo não corresponde a um programa universalmente global, mas assume características distintas, nas suas manifestações locais, apesar das interdependências entre os dois planos.

Com este texto, cria-se também uma relação com a exposição virtual “Partilhando linguagens: duas gerações de artistas em Lisboa”, em que o critério de selecção dos trabalhos se orientou - não só, mas também –por questões de género.

Serve esta abordagem, tal como os textos anteriores sobre o conceito de ‘arte africana’, para salientar que a arte e os discursos em torno da sua definição ou canonização não são política nem economicamente neutros, mas dependem de contextos de poder que também contribuem para determinar o que deve ser incluído ou excluído do campo da arte e o que deve ser remetido para o estatuto de mero testemunho individual ou colectivo, ou seja, de interesse ‘etnográfico’.

ler artigo no Artafrica

19.10.2010 | por martalanca | artistas africanas, feminismo, mulher, N’Goné Fall

Oficial do Dia

Fotografia de Margarida Paredes. Maria Mateus, neste dia “Oficial de Dia” da Brigada Especial de Transito (BET), Palanca, Luanda

13.10.2010 | por martalanca | Luanda, militar, mulher