TOMAR POSIÇÃO o político e o lugar | Ciclo de Abertura do Curso Experimental em Estudos de Performance

 

Dias 12, 13 e 14 de Setembro Polo Cultural Gaivotas | Boavista
Tomar Posição | o Político e o Lugar é um ciclo de três dias que dá início ao Curso Experimental em Estudos de Performance da plataforma baldio, a decorrer no Polo Cultural Gaivotas | Boavista, entre Setembro e Dezembro de 2016. 

Aberto ao público, o ciclo inclui, no dia 12, o lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ em apresentação de Luhuna Carvalho e Maria Alice Samara com a presença dos editores Sandra Lang, Nuno Leão e Ana Bigotte Vieira; no dia 13, a performance ‘Cidade Oráculo’ de Fernanda Eugénio; e no dia 14, o objecto performativo ‘Inter(in)animated Archives’ de Paula Caspão.

Constituindo-se como momento informal de encontro antes do arranque do curso, e tendo lugar naquele que doravante será o seu horário (segunda, terça e quarta-feira ao final da tarde), este ciclo propöe-se como um momento de discussäo pública de trabalhos onde ‘tomar posição’ se fez (e faz) urgente.

Este ciclo integra Lusco-Fusco, a programação de Verão do Polo Cultural Gaivotas | Boavista e tem como língua fraca o português e o inglês.

Na quarta-feira, dia 14, tem lugar um jantar de boas-vindas no restaurante água no bico (custo 12.5€). Para reservas enviar um e-mail para baldiohabitado@gmail.com.


PROGRAMAÇÃO
12 de Setembro, 18.30h Lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ em apresentação de Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho, com a presença dos editores Sandra Lang, Ana Bigotte Vieira e Nuno Leão

13 de Setembro, 18.30h Performance Cidade Oráculo de Fernanda Eugénio

14 de Setembro 18.30h Objecto performativo Inter(in)animated Archives de Paula Caspão

PROGRAMAÇÃO DETALHADA:
12 de Setembro, 18.30

Lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ . A revista será apresentada por Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho, seguindo-se uma conversa com os editores Sandra Lang, Ana Bigotte Vieira e Nuno Leão onde se procurará abordar especificamente a ligação entre o território metropolitano e uma série de formas de resistência contemporâneas que passam pelo habitar colectivo e comum de espaços concretos.

A JSF#2 parte das ocupações das praças que desde 2011 se fizeram sentir um pouco por todo o lado – motivo inicial que orienta, mas não esgota, a leitura deste conjunto de textos. Dar conta das formas de resistência política desenvolvidas ao longo dos últimos anos, passa por situá-las na relação com os espaços que então se abriram ou fecharam. Passa igualmente por inventariar algumas das práticas que jogaram mais ou menos positivamente com o conjunto das limitações – materiais tanto quanto subjectivas – que em cada caso, e segundo as incidências do lugar, definiram um ou outro conflito mais ou menos declarado, mais ou menos próximo ou afastado da visibilidade e dos holofotes dos media.

Conversa de Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho com os editores da revista.

Luhuna Carvalho nasceu em Lisboa em 1980 e estuda Filosofia, Artes Marciais e Mecânica de Motociclos

Maria Alice Samara nasceu em Lisboa, em Abril de 1974. Doutorada em História Institucional e Política Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, é investigadora do Instituto de História Contemporânea (FCSH/UNL). Investigou sobre o tema Espaços e Redes de Resistência na grande Lisboa.

JOGOS SEM FRONTEIRAS (J-S-F) é uma plataforma transdisciplinar situada na intersecção entre arte, política e teoria crítica. 

13 de Setembro, 18.30h

‘Cidade-oráculo’, um jogo-performance participativo para 6 pessoas a cada vez por Fernanda Eugénio

‘Cidade-Oráculo’ é uma proposta participativa de deambulação que activa a matéria da polifonia urbana enquanto disparador de novas direcções e fio condutor para uma jornada inusitada. Nesta pequena viagem, o público é convidado a transportar uma pergunta emprestada, a visitar um lugar imprevisto e a experimentar as funções urbanas da agregação, da mistura e do acúmulo de camadas sensíveis. Enquanto isso, desenrola-se uma performance invisível. Para participar, é preciso trazer uma pergunta que se gostaria de fazer ao oráculo da cidade. 

Trata-se de um jogo participativo com duração de 2h. Os participantes são estimulados a trazer câmera de foto e bloco de notas.

Fernanda Eugénio é antropóloga, multiartista, investigadora e docente. Trabalha com pesquisa de campo, escrita, performance ampliada, proposições urbanas situadas e, sobretudo, com a construção de modos 
de fazer transversais para a composição relacional e para a criação por re-materialização. É directora da plataforma AND_Lab | Arte-Pensamento e Políticas da Convivência, a partir da qual desdobra uma investigação singular acerca dos usos artísticos e políticos da etnografia.

14 de Setembro, 18.30h

‘Inter(in)animated Archives’ 
Um objecto performativo de Paula Caspão 

É uma cartografia-performance que espacializa um percurso de investigação-meditação-passeação em torno das capacidades, actividades e formas de vida do Arquivo. De formato híbrido, situa-se entre a ficção e a teoria, entre as artes performativas e os estudos de performance. 

Paula Caspão é investigadora, artista transversal e dramaturgista em coreografia. Doutorada em filosofia (epistemologia e estética) pela Universidade de Paris-10, é actualmente investigadora integrada no Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, e investigadora de pós-doutoramento no Centro de Estudos de Teatro da Universidade de Lisboa (FCT). Investiga as ecologias, as performances e as poéticas que constituem a História, o Museu e o Arquivo. Fundou Cabinet of T-Fi (Theory-Fiction): área exploratória de miscigenação entre práticas teóricas e praticas artísticas.

14 de Setembro, 21h 

Jantar-convívio no restaurante Água no Bico. Custo 12,5€. reservas até dia 12 para baldiohabitado@gmail.com

CURSO EXPERIMENTAL EM ESTUDOS DE PERFORMANCE

As inscrições para o Curso Experimental em Estudos de Performance encontram-se encerradas. 

O curso tem início a 19 de Setembro e prosseguirá até 14 de Dezembro, de 2ª feira a 4ª feira, das 18h30m às 21h30m, no Polo Cultural Gaivotas | Boavista.

 

Dias 12, 13 e 14 de Setembro Polo Cultural Gaivotas | Boavista
Tomar Posição | o Político e o Lugar é um ciclo de três dias que dá início ao Curso Experimental em Estudos de Performance da plataforma baldio, a decorrer no Polo Cultural Gaivotas | Boavista, entre Setembro e Dezembro de 2016. 

Aberto ao público, o ciclo inclui, no dia 12, o lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ em apresentação de Luhuna Carvalho e Maria Alice Samara com a presença dos editores Sandra Lang, Nuno Leão e Ana Bigotte Vieira; no dia 13, a performance ‘Cidade Oráculo’ de Fernanda Eugénio; e no dia 14, o objecto performativo ‘Inter(in)animated Archives’ de Paula Caspão.

Constituindo-se como momento informal de encontro antes do arranque do curso, e tendo lugar naquele que doravante será o seu horário (segunda, terça e quarta-feira ao final da tarde), este ciclo propöe-se como um momento de discussäo pública de trabalhos onde ‘tomar posição’ se fez (e faz) urgente.

Este ciclo integra Lusco-Fusco, a programação de Verão do Polo Cultural Gaivotas | Boavista e tem como língua fraca o português e o inglês.

Na quarta-feira, dia 14, tem lugar um jantar de boas-vindas no restaurante água no bico (custo 12.5€). Para reservas enviar um e-mail para baldiohabitado@gmail.com.


PROGRAMAÇÃO
12 de Setembro, 18.30h Lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ em apresentação de Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho, com a presença dos editores Sandra Lang, Ana Bigotte Vieira e Nuno Leão

13 de Setembro, 18.30h Performance Cidade Oráculo de Fernanda Eugénio

14 de Setembro 18.30h Objecto performativo Inter(in)animated Archives de Paula Caspão

PROGRAMAÇÃO DETALHADA:
12 de Setembro, 18.30

Lançamento da revista ‘Jeux Sans Frontières #2 – on Spaces of Resistance and Practices of Invention’ . A revista será apresentada por Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho, seguindo-se uma conversa com os editores Sandra Lang, Ana Bigotte Vieira e Nuno Leão onde se procurará abordar especificamente a ligação entre o território metropolitano e uma série de formas de resistência contemporâneas que passam pelo habitar colectivo e comum de espaços concretos.

A JSF#2 parte das ocupações das praças que desde 2011 se fizeram sentir um pouco por todo o lado – motivo inicial que orienta, mas não esgota, a leitura deste conjunto de textos. Dar conta das formas de resistência política desenvolvidas ao longo dos últimos anos, passa por situá-las na relação com os espaços que então se abriram ou fecharam. Passa igualmente por inventariar algumas das práticas que jogaram mais ou menos positivamente com o conjunto das limitações – materiais tanto quanto subjectivas – que em cada caso, e segundo as incidências do lugar, definiram um ou outro conflito mais ou menos declarado, mais ou menos próximo ou afastado da visibilidade e dos holofotes dos media.

Conversa de Maria Alice Samara e Luhuna Carvalho com os editores da revista.

Luhuna Carvalho nasceu em Lisboa em 1980 e estuda Filosofia, Artes Marciais e Mecânica de Motociclos

Maria Alice Samara nasceu em Lisboa, em Abril de 1974. Doutorada em História Institucional e Política Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, é investigadora do Instituto de História Contemporânea (FCSH/UNL). Investigou sobre o tema Espaços e Redes de Resistência na grande Lisboa.

JOGOS SEM FRONTEIRAS (J-S-F) é uma plataforma transdisciplinar situada na intersecção entre arte, política e teoria crítica. 

13 de Setembro, 18.30h

‘Cidade-oráculo’, um jogo-performance participativo para 6 pessoas a cada vez por Fernanda Eugénio

‘Cidade-Oráculo’ é uma proposta participativa de deambulação que activa a matéria da polifonia urbana enquanto disparador de novas direcções e fio condutor para uma jornada inusitada. Nesta pequena viagem, o público é convidado a transportar uma pergunta emprestada, a visitar um lugar imprevisto e a experimentar as funções urbanas da agregação, da mistura e do acúmulo de camadas sensíveis. Enquanto isso, desenrola-se uma performance invisível. Para participar, é preciso trazer uma pergunta que se gostaria de fazer ao oráculo da cidade. 

Trata-se de um jogo participativo com duração de 2h. Os participantes são estimulados a trazer câmera de foto e bloco de notas.

Fernanda Eugénio é antropóloga, multiartista, investigadora e docente. Trabalha com pesquisa de campo, escrita, performance ampliada, proposições urbanas situadas e, sobretudo, com a construção de modos 
de fazer transversais para a composição relacional e para a criação por re-materialização. É directora da plataforma AND_Lab | Arte-Pensamento e Políticas da Convivência, a partir da qual desdobra uma investigação singular acerca dos usos artísticos e políticos da etnografia.

14 de Setembro, 18.30h

‘Inter(in)animated Archives’ 
Um objecto performativo de Paula Caspão 

É uma cartografia-performance que espacializa um percurso de investigação-meditação-pas seação em torno das capacidades, actividades e formas de vida do Arquivo. De formato híbrido, situa-se entre a ficção e a teoria, entre as artes performativas e os estudos de performance. 

Paula Caspão é investigadora, artista transversal e dramaturgista em coreografia. Doutorada em filosofia (epistemologia e estética) pela Universidade de Paris-10, é actualmente investigadora integrada no Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, e investigadora de pós-doutoramento no Centro de Estudos de Teatro da Universidade de Lisboa (FCT). Investiga as ecologias, as performances e as poéticas que constituem a História, o Museu e o Arquivo. Fundou Cabinet of T-Fi (Theory-Fiction): área exploratória de miscigenação entre práticas teóricas e praticas artísticas.

14 de Setembro, 21h 

Jantar-convívio no restaurante Água no Bico. Custo 12,5€. reservas até dia 12 para baldiohabitado@gmail.com

CURSO EXPERIMENTAL EM ESTUDOS DE PERFORMANCE

As inscrições para o Curso Experimental em Estudos de Performance encontram-se encerradas. 

O curso tem início a 19 de Setembro e prosseguirá até 14 de Dezembro, de 2ª feira a 4ª feira, das 18h30m às 21h30m, no Polo Cultural Gaivotas | Boavista.

09.09.2016 | por marianapinho | baldio jeux sans frontières