My Kaaba is HUMAN - Rui

“Gosto de pessoas. Sou muito sociável, mas tenho um péssimo hábito: falo demais”, diz Rui sorrindo. “Gaguejar é parte do meu charme”.

“Comecei a praticar Krav Maga há 13 anos e isso passou a ser a minha paixão.  Atualmente sou um instrutor de Krav Maga. Os meus alunos sabem, tive momentos difíceis na associação de Krav Maga. É difícil ser posto contra a parede, sendo julgado por todos. Mas continuei a falar com toda a gente”.

“Somos humanos. Não é a perfeição que faz de nós humanos. Pelo contrário, são as nossas imperfeições. Isso é o que me separa do resto. Sou diferente dos outros. Sou ‘o gago’. Tenho isso e não dou a ninguém”.

“A vida é muito curta para inventarmos problemas. É bem provável que nem tudo aconteça como queremos. Mas tudo o que acontece é lindo. Tudo! Tristeza, doenças, até  perder um amor é bonito. Porque aprendemos com todas as experiências”.

“Quase toda a gente tem cabelo, por exemplo. Eu não tenho. Claro, sou diferente! Mas não é mau ser diferente. Podemos usar isso como uma vantagem. Pense: num país com pessoas de cabelo longo, eu seria famoso como “o careca”. Por que isso seria ruim? Por que gaguejar é considerado algo mau? Diferente, com certeza. Se você gosta, tudo bem. Se não gosta, o problema é seu, não meu. Porque continuo a falar…”

 

My Kaaba is HUMAN 

instagram

Facebook

 

por Sinem Taş
Cara a cara | 28 Abril 2019 | My Kaaba is HUMAN