Rui Mourão

(Lisboa, 1977). Artista e antropólogo. Dedica-se intensamente às artes visuais desde 2005, após ter passado pelo teatro, cinema e performance. Faz videoarte, articulando sensibilidade estética, experimentação formal, antropologia visual, reflexão analítica e intervenção cívica.
Estudou Interpretação / Cinema no CECC (Barcelona, 2002) e Artes Visuais na Universitat Autònoma de Barcelona (2000), Maumaus (2007) e Malmö Art Academy, Suécia (2008). Pós-graduação em Culturas Visuais Digitais e mestrado em Antropologia, ambos no ISCTE (2013). Fez várias residências artísticas. Colaborou com Coco Fusco (MACBA - Museu d’Art Contemporani de Barcelona, 2002) e Erwin Wurm (Malmö Konstmuseum, 2008). O seu trabalho foi selecionado para: mostra nacional de Jovens Criadores, secção de vídeo (2006 e 2007); Anteciparte - “Uma seleção da mais jovem expressão artística nacional” (2009); LOOP - The Video Art Festival (Barcelona, 2007 e 2008); e FUSO - Anual de Video Arte Internacional de Lisboa (onde recebeu o Prémio do Público, 2010).
Apresentou o seu primeiro filme na Cinemateca Portuguesa, nomeado para o Festival de Cinema QueerLisboa na categoria de Melhor Documentário (2013). Escreveu o livro Ensaio de Artivismo - Vídeo e Performance (2014). Concebeu e organizou Performances Artivistas, simultaneamente artísticas e políticas, em colaboração com cerca de 100 pessoas em diferentes museus nacionais. Faz parte da organização dos Seminários Nómadas de Estudos da Performance.
Expôs individual e coletivamente em locais como:  i’klectik Art-Lab (Londres, 2015); Centro Cultural Vila Flor (Guimarães, 2015); Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado (Lisboa, 2014); Espaço do Conhecimento - Museu UFMG (Belo Horizonte, 2014); Centro Cultural Português em Cabo Verde (Praia, 2013); Galeria Quadrum (Lisboa, 2013); MMG (Budapeste, 2012); Palazzo Albrizzi (Veneza, 2012); Museu Nacional de Etnologia (Lisboa, 2012); Block T (Dublin, 2012); LAB (Guimarães - Capital Europeia da Cultura, 2012); Ateliers de la Ville (Marselha, 2011); Plataforma Revólver (Lisboa, 2011); Künstlerhaus Bethanien (Berlim, 2010); Palácio Nacional de Sintra (Sintra, 2009); Museu Oriente (Lisboa, 2009); CAPC (Coimbra, 2009); Koh-i-noor, (Copenhaga, 2008); Centro Nacional de Artes Contemporâneas (Moscovo, 2008); Sala do Veado, MNHNC (Lisboa, 2008); Monkey Town (Nova Iorque, 2007); entre outros.

Artigos do autor