Iolanda Évora

Doutora em Psicologia Social (USP, Brasil), investigadora associada do Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento (CEsA,ISEG) da Univ Tecn Lisboa, ao abrigo do Programa Ciência 2008 da Fundação para a Ciência e Tecnologia de Portugal (FCT). Desde 1998 conduz trabalhos de investigação sobre dimensões psicossociais da migração cabo-verdiana, primeiro realizando investigação sobre as mulheres de origem cabo-verdiana em Itália e, mais recentemente, sobre transnacionalismo, processos associativos em contexto migratório e concepções e discursos sobre a diáspora cabo-verdiana dentro e fora do arquipélago. Coordena grupo de investigação sobre as relações contemporâneas entre a diáspora cabo-verdiana e o país de origem. No campo da saúde/imigração, tem estudado aspectos das percepções e atitudes dos jovens face ao VIH/Sida. Participa de equipas de investigação sobre processos organizativos em contextos de trabalho informal como as feiras e mercados no Brasil, Guiné-Bissau e Cabo Verde. Lecciona disciplinas de Psicologia Social e Organizacional e Metodologia Qualitativa no Brasil, Cabo Verde e em Portugal. Em 2005, co-organizou o livro “Género e Migrações Cabo-Verdianas”. 

Artigos do autor