Pantalassa apresenta “Portugal contemporâneo com São Tomé e Príncipe”

A Associação Cultural Pantalassa, estrutura que promove sinergias no desenvolvimento de projectos em torno do espaço cultural lusófono, realiza um programa multidisciplinar em regime de residência artística em São Tomé e Príncipe, entre 7 de Fevereiro e 1 de Março de 2013.

No âmbito do concurso de Apoio à Internacionalização da Direcção Geral das Artes, 8 artistas potenciarão, através do projecto “Portugal Contemporâneo com São Tomé e Príncipe”, o reconhecimento da educação, cultura e arte como ferramentas de desenvolvimento pessoal e cívico, em intercâmbio com vários públicos e espaços da comunidade são-tomense.

A residência privilegiará um conjunto diversificado de acções em redor da música, artes plásticas, poesia e arte-educação, produzidas em estreita articulação com a 
CACAU – Casa das Artes Cultura Ambiente Utopias - de São Tomé, centro nevrálgico de todas as actividades.

Estruturado em 8 partes temáticas, o Projecto pretende fomentar o intercâmbio artístico e educativo entre Portugal e São Tomé, assumindo resultados como a troca de experiências, partilha de informação e pontos de partida para novos projectos igualmente sólidos.

As actividades decorrerão em diferentes espaços em simultâneo, nomeadamente, na CACAU, na Embaixada de Portugal em São Tomé, no Instituto Camões, no Cineteatro Marcelo da Veiga, nas Escolas e no Centro Cultural Brasileiro.


Mais informações sobre o projecto podem ser consultadas no site da Associação Cultural Pantalassa.

19.02.2013 | par herminiobovino | artes plásticas, música, residências artísticas, São Tomé

Lino Damião e António Pires, LISBOA

Exposição FUSÃO, de Lino Damião e António Pires.

Inaugura 5 Julho às 21h30.

Patente na Rua Marquês de Subserra, nº10 C, Lisboa, até 31 de Julho

03.07.2012 | par franciscabagulho | angola, artes plásticas

Exposição de Ilídio Candja em Hannover

Ilídio Candja, artísta plástico Moçambicano expõe em Hannover, na Alemanha.

,

09.05.2012 | par martacacador | arte, artes plásticas

Nascer, copolar e morrer de Alex da Silva

“Nascer, Copular e Morrer” é o título da exposição do artista plástico Alex da Silva, de 25 de Março a 9 de Abril, na Galeria Arco 8, em Ponta Delgada. 

Alex da Silva, nasceu em Angola, é filho de pais cabo-verdianos, cresceu em Cabo Verde e reside há muitos anos entre Roterdão e Mindelo. Actualmente, é um dos mais prestigiados artistas plásticos de Cabo Verde, e sua vida e obra dividem-se entre Cabo Verde e Holanda, país onde fez a sua licenciatura, na Academia de Artes e Arquitectura de Roterdão.

Alex da Silva tem participado ao longo dos seus 12 anos de carreira em varias exposições individuais e colectivas em países como Holanda, Portugal, França e Senegal.

A iniciativa é da responsabilidade da AIPA, em parceria com a Galeria Arco 8, e conta o apoio da Direcção Regional da Cultura, Direcção Regional das Comunidades e Câmara Municipal de Ponta Delgada.

Com esta exposição, a AIPA pretende contribuir para o reforço espaços para o conhecimento da dimensão cultural dos diferentes povos na Região e contribuir para a própria promoção do diálogo intercultural, assente, desta vez, no trabalho de um artista com um interessante e estimulante (de)encontro identitários.

Mais informações sobre o artista aqui

29.03.2011 | par samirapereira | alex da silva, artes plásticas, cabo verde