Lançamento do livro "Cartas de Amílcar Cabral a Maria Helena: a outra face do homem"

O livro será lançado no dia 18 de março, na Fundação Calouste Gulbenkian (Sala 2), às 18H30, com apresentação da escritora Ana Paula Tavares e do jornalista José Pedro Castanheira. A também compor o painel, a presença dos três organizadores (Iva Cabral, Márcia Souto e Filinto Elísio).

04.03.2016 | by claudiar | Amílcar Cabral, lançamento livro

"Pássaros de asas abertas - Antologia de Contos Angolanos" assinala os 40 anos da Independência de Angola

A diversidade da temática da literatura angolana, manifestada como “um pássaro planando de asas abertas”, é ilustrada no livro “Antologia de Contos”, que reúne textos, na maioria inéditos, dos 40 anos da independência de Angola.

Pássaros de Asas Abertas – Antologia de Contos Angolanos, será lançado em Lisboa a 2 de março no Auditório Armando Guebuza, na Universidade Lusófona, é uma iniciativa conjunta da União dos Escritores Angolanos (UEA) e do Centro de Estudos Comparentistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Os 36 textos, selecionados pelos académicos Margarida Gil dos Reis e António Aquino, que prefaciam a obra, foram escritos por outros tantos autores, destacando-se, entre outros, Agostinho Neto (primeiro presidente de Angola), Luandino Vieira, Ruy Duarte de Carvalho, Pepetela, Ondjaki, João Melo, José Eduardo Agualusa, Jacques dos Santos e Ismael Mateus.

Numa nota aos leitores no início da obra, o secretário-geral da UEA, António Carmo Neto, que também é autor de um dos textos, indicou que o livro de contos é a “primeira parte” de uma homenagem aos 40 anos de Angola (11 de novembro de 1975) e também de quatro décadas da própria associação dos escritores, a que se seguirá um outro: “Antologia da Poesia Angolana”, cuja data de publicação não adianta.

“Tendo privilegiado textos inéditos, pretendíamos que se reunissem aqui alguns contos que ajudam a contar «estórias» das vidas de quatro décadas, vistas por um olhar do século XXI. Quem correr o mundo sob o dorso do pássaro de asas abertas, viajando ao passado, continuará a estar no presente”, escreve Carmo Neto.

Keep reading " "Pássaros de asas abertas - Antologia de Contos Angolanos" assinala os 40 anos da Independência de Angola"

01.03.2016 | by claudiar | lançamento livro, literatura angolana

19 Maio| Apresentação do Livro de Soraia Simões: Passado-Presente Uma Viagem Ao Universo de Paulo de Carvalho

05.05.2013 | by joanapereira | apresentação, lançamento livro, livro, música, universo

Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro: Presença cabo-verdiana - 1851-1900

Integrada na Quinzena da Cultura Cabo-verdiana em homenagem a Eugénio Tavares, a decorrer nas instalações da ACV, Rua Duque de Palmela nº 2, 8º andar, Lisboa, a associação cabo-verdiana (ACV) e o instituto da Biblioteca Nacional e do Livro de Cabo-Verde, têm a honra e o prazer de convidá-lo(a) a assistir a apresentação pública do livro Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro: Presença cabo-verdiana. 1851-1900 (organização de Jean-Michel Massa), a partir das 18.00 de hoje, 17 de Outubro (Quarta-feira).

A apresentação do livro estará a cargo da Dra. Ana Cordeiro (Directora do Centro Cultural Português do Mindelo).

 


17.10.2012 | by herminiobovino | Brasil, Cabo-verde, lançamento livro

18 Outubro| Lançamento do livro de Soraia Simões: Passado- Presente Uma Viagem ao Universo de Paulo De Carvalho

08.10.2012 | by joanapereira | lançamento livro, soraia simoes

Lançamento do Livro: Futebol e Colonialismo de Nuno Domingos | ISCTE-IUL

6 Junho às 18:30h | B203, 2º Piso do Edifício II - ISCTE-IUL

Na capital da colónia portuguesa de Moçambique o jogo de futebol, dimensão de uma dinâmica cultura popular urbana, envolveu-se com as relações quotidianas, expressou modelos de dominação colonial mas também a acção, as lutas práticas e simbólicas e as expectativas e visões do mundo de indivíduos e grupos. No subúrbio de Lourenço Marques, o poeta e jornalista José Craveirinha encontrou em meados da década de cinquenta um futebol surpreendente, adoptado e recriado pelos seus habitantes. A característica fundamental deste jogo suburbano era a malícia presente na acção dos jogadores, entendida pelo poeta como uma faculdade da inteligência. Este livro procura investigar as origens históricas sociais deste desempenho malicioso, relacionando-o com as condições de existência proporcionadas pelo colonialismo português em Lourenço Marques e tornando-se assim um observatório de análise do fenómeno colonial no contexto urbano. Simultaneamente, ao contar história do futebol em Lourenço Marques, dos seus clubes, das competições e dos seus atletas, alguns deles figuras maiores da história do desporto mundial, este livro reflecte sobre a importância da cultura popular no processo de edificação de sociedades urbanas e no seu papel no estabelecimento de laços entre os indivíduos.

04.06.2012 | by martacacador | lançamento livro, Moçambique, Nuno Domingos

31 Maio | Lançamento do livro: Futebol Português- Política, Género e Movimento

Livro  coordenado com a Nina Tiesler e com textos de Inês Brasão, Rahul Kumar, Isabel Cruz, Francisco Pinheiro, Daniel Seabra, Stephen Wagg, José Nuno Matos, Detlev Clausen e José Neves.

Futebol Português – Política, Género e Movimento propõe um conjunto de textos que interroga a história contemporânea de Portugal a partir do jogo de futebol. Interpreta as relações do futebol com o poder político, desde a República ao Estado Novo, passando pelo Império Colonial, até à actualidade. Redescobre a história do futebol feminino e o papel do jogo na definição das relações entre os géneros. Biografa grandes heróis desportivos, como o treinador Béla Guttmann, que levou o Benfica à conquista de duas Taças dos Campeões Europeus, ou a estrela planetária Cristiano Ronaldo. Entra também pelo mundo das claques e reflecte sobre a experiência migratória e os grandes eventos futebolísticos, como o Euro-2004. Este livro procura, assim, tratar um dos fenómenos mais importantes e menos estudados da história contemporânea de Portugal.

29.05.2012 | by joanapereira | futebol, lançamento livro, política

A Herança da Chaxiraxi

Lançamento do livro “A Herança da Chaxiraxi” de António Gualberto do Rosário, pela Chiado Editora, na Associação Cabo-verdiana de Lisboa.

4 de Maio | 18.00
Rua Duque de Palmela, nr. 2

01.05.2012 | by herminiobovino | lançamento livro

"Lá no alto" e "O mergulho no espelho" - Lançamento

A Editora Positivo e a Blooks Livraria convidam para o lançamento dos livros “Lá no alto” e “O mergulho no espelho” de Ninfa Parreiras.

Sábado, 31 de Março, 15h00
Local: Blooks Livraria
Praia de Botafogo, 316
Botafogo, RJ

(flyer)

web

26.03.2012 | by herminiobovino | lançamento livro, literatura brasileira

Lançamento "Logo Depois Da Vírgula" de Mattia Denisse, no Tomie Othake, SÃO PAULO

Mattia Denisse é francês e mora em Portugal. Passou quase dois anos visitando a floresta da Amazônia, a Ilha do Fogo em Cabo Verde e o deserto do Namibe. O livro “Logo depois da Vírgula” começa com duas viagens – uma viagem  transatlântica fantasiosa que Mattia registrou em seu caderno quando criança, e um viagem literária iniciática ao Monte Análogo. Em seguida, perpassam a preparação e reflexão acerca das viagens recentes do artista, reunindo desenhos e textos afins aos registros de viajantes históricos e/ou ficcionais, como Albert Eckhout e Renatus Cartesius (o René Descartes de Paulo Leminski no livro Catatau). Seus desenhos quase sempre são habitados por Honi, o fazedor de círculos – espécie de dublê do próprio artista -, que se infiltra nos ambientes visitados, reunindo tantos detalhes morfológicos quanto permite o fino traço do grafite duro sobre papel. Das paisagens quase fantásticas e tão próximas da memória do artista, afluem narrativas de experiências fictícias que testam a identidade do artista como figura que procura se mimetizar com o ambiente mas acaba sempre por demonstrar uma diferença inalienável. Já nos textos publicados, Mattia trabalha língua e linguagem de forma rigorosa, embora inusual. Sua prosa articula um texto central com inúmeras notas e metanotas, sempre a partir da atenção ao que se ganha e se perde entre as distintas línguas por onde transita seu pensamento (o francês e o português, em especial), à etimologia das palavras que emprega e ao potencial digressivo aberto por cada palavra escolhida.

28.02.2012 | by franciscabagulho | lançamento livro, mattia denisse

Lançamento do livro 'A bicicleta que tinha bigodes', de ONDJAKI

” Quando ouvi a notícia na rádio, que iam dar uma bicicleta bem bonita, amarela, vermelha e preta, lembrei-me logo de falar com o tio Rui. Era um concurso nacional com primeiro prémio de uma bicicleta colorida que já apareceu na televisão, mas nesse dia na nossa rua não havia luz.
De noite, a falar com a minha almofada, eu até já prometi bem as coisas: “se eu ganhar a bicicleta colorida, vou deixar todos da minha rua andarem sem pedir nada, nem gelados nem xuínga.”
Essa promessa assim bem dura de fazer é que me fazia acreditar que eu ia mesmo ganhar a bicicleta.
Mas eu não tenho jeito nenhum para essa coisa das estórias. Falei com outros miúdos, para saber quem tinha ideias, quem queria participar no concurso nacional da bicicleta colorida, mas todos me gozam a dizer que essa bicicleta já deve ter dono, que já sabem quem é que vai ganhar.
Não entendi aquilo, mas não desisti. Fui ainda falar com o CamaradaMudo.
– É verdade que essa bicicleta que estão a anunciar na rádio não é de verdade?
– Claro que é de verdade – o CamaradaMudo respondeu. – Tu tens uma boa estória?
– Eu só tenho uma boa vontade de ganhar essa bicicleta.
– Mas para ganhares tens de inventar uma estória.
– Tou masé a pensar que devíamos pedir patrocínio no tio Rui, aquele que escreve bué de poemas.
– Isso não é batota?
– Batota porquê?
– E as outras crianças?
– Quero lá saber, não tenho culpa que o tio Rui vive aqui na minha rua. Eles que descubram também o escritor da rua deles. (…) ”

 

http://www.kazukuta.com/ondjaki/a_bicicleta.html

20.01.2012 | by joanapires | lançamento livro, livro, ondjaki

Lançamento do livro 'Guerra Colonial e Guerra de Libertação Nacional 1950-1974: o caso da Guiné-Bissau' de Leopoldo Amado

A apresentação estará a cargo de Maciel Santos, do Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, e realizar-se-á na terça-feira, dia 24 de Janeiro, pelas 18h30, no Centro de Informação Urbana de Lisboa (Picoas Plaza, Rua do Viriato 13).

 

Resumo

Guerra Colonial & Guerra de Libertação Nacional (1950-1974): o caso da Guiné-Bissau é um exercício historiográfico que teve por escopo essencial o incremento do estado atual do conhecimento da temática, tanto pela via de confrontação de visões, de documentação vária e de leituras advenientes das duas realidades da mesma guerra, como pela assunção deliberada de uma postura metodológica de permanente dissecação diacrónica, estrutural e conjuntural, dos vários contextos que conferem a esta guerra particularidades próprias e únicas, quando comparada, por exemplo, com as que ocorreram em Angola ou Moçambique.
A obra condensa um esforço de compreensão dos meandros históricos que, por um lado, quase levaram o Exército português a um colapso militar na Guiné-Bissau, e, por outro, quase catapultaram o PAIGC para a galeria histórica dos movimentos de libertação nacional do chamado Terceiro Mundo que se destacaram na luta anticolonial.

Trata-se de uma adaptação para o grande público da tese de doutoramento que, em 2007, Leopoldo Amado apresentou à Universidade de Lisboa.

Nota biográfica
Leopoldo Amado licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, concluiu o curso de Pós-graduação em Relações Internacionais (Estudos Islâmicos) pela extinta Universidade Internacional de Lisboa, e frequentou o curso de Mestrado em Estudos Africanos no Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa. Concluiu em 2007 o Doutoramento em História Contemporânea pela Universidade de Lisboa e atualmente, além da atividade de docência na Uni-CV, em Cabo Verde, conduz um projeto de pós-doutoramento no CES.

17.01.2012 | by joanapires | guerra colonial, guerra libertação nacional, Guiné Bissau, lançamento livro, livro

Apresentação do livro " The Protean Web. Literature and Ethnography in Lusophone Africa" de Ana Maria Martinho Gale

13.12.2011 | by joanapires | Africa, etnografia, lançamento livro, literatura

Lançamento do livro "meu pseudônimo e eu" de Marco Guimarães

21.11.2011 | by joanapires | lançamento livro

Lançamento do Livro "A África do Sul e o Sistema-Mundo: Da Guerra dos Bôeres à globalização" de Guilherme da Fonseca-Statter

O Centro de Estudos Africanos (CEA-IUL) e a Livraria Bulhosa - Entrecampos convidam todos os interessados a participar no lançamento do livro A África do Sul e o Sistema-Mundo: Da Guerra dos Bôeres à globalização, da autoria do investigador do CEA Guilherme da Fonseca-Statter.

17.11.2011 | by joanapires | lançamento livro

Lançamento do romance "A Sul. O Sombreiro" de Pepetela

17.11.2011 | by joanapires | lançamento livro, pepetela, romance

Encontro "quilombos e outros quilombos: negritude, cultura e resistência"

07.11.2011 | by joanapires | dança afro, dança dos orixãs, debate, lançamento livro

O Barulhamento do Mundo

Para além de apresentar realizações culturais africanas da contemporaneidade, o AFRICA.CONT inclui também nos seus propósitos a reflexão, provocando-a a partir de diferentes campos da criação cultural. Desta vez, e em colaboração com o projeto ARTAFRICA, vão cruzar-se a imagem e a palavra.

Os filmes e instalações cinematográficas que vamos ver na secção MIGRAÇÃO, RACISMO E O PODER DA IMAGEM – REPRESENTAÇÕES CRUZADAS ÁFRICA/EUROPA [na CARPE DIEM e no CLUBE FERROVIÁRIO], bem como o livro de Édouard Glissant de que vamos lançar a primeira edição em português, o filme documentário que co-financiamos e apresentamos em estreia nacional, a performance e os debates que organizamos na secção PARA ALÉM DA TOLERÂNCIA [no INSTITUT FRANÇAIS DU PORTUGAL] pretendem abrir um espaço para uma outra imaginação da humanidade.

No contexto da globalização que vivemos, como escapar ao duplo impasse que representam, por um lado uma pax romana imposta pela força e que uniformiza o mundo, e por outro a anarquia identitária que estimula guerras de nações e de dogmas? « Não teremos o direito e os meios para viver uma outra dimensão de humanidade ? »

MIGRAÇÃO, RACISMO E O PODER DA IMAGEM – REPRESENTAÇÕES CRUZADAS ÁFRICA/EUROPA

MIGRAÇÃO, RACISMO E O PODER DA IMAGEM – REPRESENTAÇÕES CRUZADAS ÁFRICA/EUROPA

Retrospetiva de cinema

CLUBE FERROVIÁRIO | 13, 14 e 15 outubro

MNEMOSYNE

Instalação de John Akomfrah

CARPE DIEM ARTE E PESQUISA | INAUGURAÇÃO 21 outubro, 18h00

22 outubro – 19 novembro

4ª - Sáb., 13h – 19h

FORA DE CAMPO: ARQUIVO DE CINEMA DE MOÇAMBIQUE

Instalação de Catarina Simão

CARPE DIEM ARTE E PESQUISA | INAUGURAÇÃO 26 novembro, 16h00

30 novembro – 28 janeiro 2011

4ª - Sáb., 13h – 19h

PARA ALÉM DA TOLERÂNCIA

INSTITUT FRANÇAIS DU PORTUGAL | 25 outubro | 19h00-23h00

POÉTICA DA RELAÇÃO, de Édouard Glissant

Lançamento do livro. Edição portuguesa pela Sextante/Porto Editora

ÉDOUARD GLISSANT, UM MUNDO EM RELAÇÃO, de Manthia Diawara

Documentário, 2010, 51min [estreia nacional]

A RELAÇÃO PARA ALÉM DA TOLERÂNCIA

Mesa Redonda com Manthia Diawara, Miguel Vale de Almeida, Manuela Ribeiro Sanches e José António Fernandes Dias

CAIXA PRETA, um espectáculo de André e. Teodósio com Diogo Bento

Performance

Mais informações | www.africacont.org



MIGRAÇÃO, RACISMO E O PODER DA IMAGEM – REPRESENTAÇÕES CRUZADAS ÁFRICA/EUROPA

MIGRAÇÃO, RACISMO E O PODER DA IMAGEM – REPRESENTAÇÕES CRUZADAS ÁFRICA/EUROPA

Retrospetiva de cinema

CLUBE FERROVIÁRIO | 13, 14 e 15 outubro

Utilizando múltiplos registos e géneros – o documentário, a ficção, o musical ou o filme-ensaio –, a presente retrospetiva pretende divulgar obras que se destacam tanto pelas suas qualidades cinematográficas, como pela sua capacidade de estimular o debate sobre migração, racismo e o poder da imagem, ou seja: sobre o modo como as imagens – e o seu poder na disseminação de estereótipos – podem também contribuir para o seu questionamento.

A migração e a mobilidade - nomadismos aparentemente universais - têm sido temas correntes em vários campos, do artístico, ao mediático, ao académico, segundo um consenso apressado, a unir, sob uma vaga noção de hibridização ou multiculturalismo, experiências muito distintas que vão do nomadismo cómodo dos privilegiados ao racismo que segrega tanto imigrantes recentes oriundos do continente africano, como europeus de origem africana, também em Portugal.

Inserida no programa O BARULHAMENTO DO MUNDO, a terceira edição da retrospetiva Migração, racismo e o poder da imagem (Lisboa 2009 e Nápoles 2010) pretende oferecer uma oportunidade para refletir sobre estas temáticas no contexto da Europa pós-colonial.

A iniciativa não se cinge, porém, a esta perspectiva europeia, pretendendo-se também abordar representações cruzadas da África/Europa, ou seja, um “mundo em relação” (Édouard Glissant), considerando as histórias entrelaçadas de ambos os continentes, sob distintos pontos de vista.

Justapondo filmes de proveniência diversa, alguns realizados em África, outros na diáspora, pretende-se, assim, assinalar os temas comuns, bem como as distintas formas de os abordar, consoante diferentes experiências, desde as imigrações nas décadas de 1950 e 1960, até às nossas contemporâneas.

Num momento em que a Europa se encontra numa crise de identidade ímpar e o mundo se redefine a vários níveis, assistindo-se a uma condenação simplista do multiculturalismo, ao recrudescer dos mais diversos tipos de nacionalismos e etnocentrismos, bem como a um despertar de reivindicações inesperadas no continente africano, que outros modos mais inovadores e exigentes existem para se pensar os desafios da nossa contemporaneidade, um “mundo em relação”?

CLUBE FERROVIÁRIO | 13, 14 e 15 outubro

13 de outubro

            19h00  APRESENTAÇÃO 

            19h30  Juju Factory, Balufu Bakupa-Kanyinda, 97 min.

21h30  Reflexão/conversas. Cinemas africanos: contextos de realização, circuitos de distribuição. Com Balufu Bakupa-Kanyinda, Lydie Diakhate, Pedro Pimenta

14 de outubro 

19h00  Soltanto il mare, Dagmawi Yimer, Giulio Cederna e Fabrizio Barraco, 50 min. 

20h00  Reflexão/conversas. Migração/ modernidade. Olhadas a partir da Europa e de África. Com Alessandro Triulzi, Dagmawi Yimer, Manthia Diawara. 

            22h00  Essaha [La place], Dahmane Ouzid, 113 min.

15 de outubro 

            16h30  Viagem a Portugal, Sérgio Tréfaut, 75 min.

18h00  Reflexão/conversas. Poéticas e políticas da modernidade: arquivos e experiências da migração. Com John Akomfrah, Manthia Diawara, Sérgio Tréfaut

19h30  The Nine Muses, John Akomfrah, 92 min.

21h00  ENCERRAMENTO - Da Europa à África e de volta: Manthia Diawara, John Akomfrah, Balufu Bakupa-Kanyinda, Sérgio Tréfaut, Livia Apa, Mamadou Ba, Manuela Ribeiro Sanches e José António Fernandes Dias 

 www.artafrica.info



JUJU FACTORY

13 outubro | 19H30

Ficção, República Democrática do Congo, 2006, 97’

Realização e argumento: Balufu Bakupa-Kanyinda

Kongo Congo vive em Bruxelas no bairro ‘africano’ de Matonge, sobre o qual tem que escrever um livro. À medida que as páginas e os dias vão passando, o escritor e o editor divergem e afrontam-se. O editor quer uma espécie de guia turístico embelezado, suavizado e apimentado com ingredientes étnicos. O escritor inspira-se numa visão que o persegue dia e noite, de almas complexas e atormentadas, com que se cruza a cada esquina. Ao mesmo tempo, Kongo Congo persegue os fios invisíveis que o reconduzem à história do Congo e aos seus fantasmas. Como sobreviver a este caos da história? Com um «jujú». Com a fé em si mesmo. E com o amor de Beatriz.

Balufu Bakupa-Kanyinda nasceu em Kinshasa em 1957, estudou sociologia, história e filosofia em Bruxelas antes de se formar em cinema em França, na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. Escritor e poeta, é autor de textos de reflexão e análise sobre cinema africano que também lecciona. Em 2006/2007, foi professor convidado da New York University em Accra, Gana.

www.jujufactory.com



Keep reading "O Barulhamento do Mundo"

10.10.2011 | by joanapires | cinema, lançamento livro, o barulhamento do mundo, performance

Sessão de lançamento de "A Educação Sentimental dos Pássaros", o novo livro de José Eduardo Agualusa

 

27.09.2011 | by joanapires | José Eduardo Agualusa, lançamento livro