“Fronteiras Globais e Locais: Da Guerra à Paz e Retorno”, por Étienne Balibar

Aqui, em Lisboa, encontramo-nos numa das fronteiras históricas e culturais da Europa, onde espaços, pessoas, culturas se movimentaram para dentro e para fora, se misturaram, se confrontaram, inventaram as suas formas. Mas o significado de “fronteira” atravessa uma transformação radical, que destabiliza as nossas representações do mundo, a nossa percepção de identidades, as nossas definições de paz e conflito. Com a ajuda de alguns mapas e narrativas e pondo em destaque, alternativamente o local (europeu) e o global (e globalizado), a sessão tentará explicar o que as fronteiras eram e no que se estão a tornar para aqueles que vivem dentro e entre elas. A conferência estará a cargo de Étienne Balibar, com apresentação de José Neves

Sábado dia 2 julho às 18:30 - 21:00

Festival Silêncio!Travessa dos Remolares, n 11, 2 Esq, Lisboa

30.06.2016 | by martalanca | Étienne Balibar, festival silêncio, fronteiras, José Neves | 0 comments

Boa, Zé Neves!

O Prémio Sedas Nunes para as Ciências Sociais distinguiu José Neves, com o livro Comunismo e Nacionalismo em Portugal, uma obra de excepção que contribuiu para o pensamento da sociedade contemporânea. 

 

07.10.2010 | by martalanca | comunismo, José Neves, nacionalismo | 0 comments