Workshop Theorizing the Portuguese Colonial Experience. Images, History, Power - 16-17.Junho.2013 - Local: Companhia das Culturas, Castro Marim (actualizado)

This closed workshop is designed as an informal brainstorming meeting in dialogue with the work of Professor Ann Laura Stoler, under the following common, general, issues: What are the mutual interferences, tensions, productivities, silences, ignorances, gaps, influences between the empirical and conceptual specificities of studying the Portuguese empire, and the wider international literature on the colonial and post-colonial? How, in short, does the study of the Portuguese colonial experience interfere with old and emerging theories of colonialism and post-colonialism? 

OR

Este Workshop fechado está desenhado para promover o diálogo em torno ao trabalho de Ann Laura Stoler, em relação com as interferências, tensões, fissuras e influências existentes entre o trabalho empírico e as especificidades conceptuais do estudo do Império Português, e a bibliografia internacional sobre o colonial e o pós-colonial.

Entrada Livre sujeita a inscrição. Infos: Ricardo Roque <ricardo.roque@ics.ul.pt>

 

PROGRAMME

SUNDAY, JUNE 16, 2013

AFTERNOON

13h45 – Welcome

Eglantina Monteiro / Cristiana Bastos, Ricardo Roque, Manuela Ribeiro Sanches

14h00 - 14h45

The uses of the archive: some thoughts on colonial images and postcolonial melancholia.

Manuela Ribeiro Sanches (CEC-FLUL)

14h45 - 15h30

Empire cinema: disruptive colonial representations through Estado Novo films.

Carmo Piçarra (ICS-UL/ISCTE)

15h30 - 15h45 – Coffee Break

15h45 - 16h30

Beauty pageants and imperial power: intimacy and sexuality in the late Portuguese Empire.

Marcos Cardão (CEHC-IUL)

16h30 - 17h15

Art History, Postcolonial Theory and ‘Lusophone’ Contemporary Art.

Ana Balona de Oliveira (CEC-FLUL/IHA-FCSH-UNL)

20h00 – Dinner at Companhia das Culturas

AFTER DINNER EVENT:

Contemporary films by Filipa César and Daniel Barroca, O importante é ligar a cabeça à mão /’The important is to link the head to the hand´, vídeo e desenho

2008-2011

Filipa César, Cacheu, vídeo 10’

Selected and presented by Eglantina Monteiro and Nuno Faria

DAY 2: MONDAY, JUNE 17

MORNING

11h00 - 11h45

Were Portuguese citizens all those who were born in Portuguese territory? Fluid narratives on imperial citizenship.

Cristina Nogueira da Silva (FD-UNL)

11h45 - 12h30

Luso-tropical horrors: vulnerability, savagery, and the Portuguese in Timor.

Ricardo Roque (ICS-UL/University of Sydney)

12h30 -14h00 - Lunch

14h00 - 14h45

Bringing them in while keeping them out: colonial medicine, indigenous subjects and local agents.

Cristiana Bastos (ICS-UL)

Final comments & discussion: Ann Laura Stoler (New School for Social Research)

END OF WORKSHOP

companhia das culturas - uma casa rural de charme

12.06.2013 | by raul f. curvelo | africa.cont, ann laura stoler, centro de estudos comparativistas, companhia das culturas, cristina nogueira da silva, eglantina monteiro, filipa césar, FLUL, ics, manuela ribeiro sanches, maria do carmo piçarra, nuno faria, ricardo roque, the university of sidney

Conferência Imperial Debris. On Ruins and Ruination - Ann Laura Stoler - FLUL - 14.6.2013 - 17-19H

Ann Laura Stoler will discuss her recent edited volume Imperial Debris: On Ruins and Ruination (Duke University Press 2013). The book challenges us  to turn away from the placid noun “ruin” and the nostalgias it engenders to “the ruin” as a violent, political verb. It is a book that seeks to disrupt facile distinctions between political history and poetic form, urging us to think differently about both the language we use to capture the tenacious hold of colonial effects and their tangible, if elusive, forms. At the center of this project are two sets of relationships: one, between colonial pasts and how we discern their form and content in postcolonial presents without assuming we know in advance what they are, and, two, the relationship between new “tactile” methodologies and a more acute conceptual vocabulary that is attentive to the occluded, unexpected sites in which earlier imperial formations have left their durable traces, and in which contemporary inequities are refurbished and secured through them.

07.06.2013 | by raul f. curvelo | africa.cont, ann laura stoler, centro de estudos comparativistas, FLUL, ics, The New School for Social Research

Call for Pappers | Seminário Internacional, FLUL 17 e 18 Dezembro


Apresentação de resumos

A Comissão Organizadora do Seminário Internacional sobre “Cânone, Margem e Periferia nos Espaços de Língua Portuguesa” convida todos os interessados a apresentarem propostas de comunicação, painéis e sessões sobre qualquer assunto relacionado com a questão.

Seminário Internacional: Cânone, Margem e Periferia nos Espaços de Língua Portuguesa - MORPHE
FLUL, 17-18 de Dezembro

 

Em co-organização com o Institut für Romanistik – Universidade de Hamburgo
Martin Neumann
Joachim Michael

 

Organização:
Fernanda Gil Costa
Inocência Mata
Flávia Bâ
Kristian Van Haesendonck

 

Justificativa:

As actuais relações de poder entretecidas entre a periferia e o centro permitem a negociação de sentidos que convocam categorias problematizantes do paradigma do centro como pólo simultaneamente produtor e difusor de uma heurística fundadora e institucionalizante do conhecimento. Podendo perspectivar-se periferia como margem do centro a partir da qual este se define, essa relação constitui-se simultaneamente como ponto de tensão e de atenção do centro na negociação de problemáticas inerentes aos papéis sociais e económicos atribuídos, com reflexos nas diversas áreas da actividade humana, da linguagem à produção artística e ao pensamento intelectual e científico. Por outro lado, acontece também que a turbulência social contemporânea permite deslocar do centro para a periferia as instâncias enunciadoras e instauradoras de diferentes tipos de conhecimento.

O fórum de discussão “Cânone, Margem e Periferia nos Espaços da Língua Portuguesa” pretende uma abordagem interdisciplinar que se debruce sobre a negociação do paradigma de produção e difusão do conhecimento associado ao centro e o papel da periferia nessa negociação. O cruzamento interdisciplinar sobre esta temática permitirá aferir uma perspectiva histórica, linguística, sociológica e culturalmente informada e problematizante de questões ligadas a cânone, centro, margem. Desta forma, estas questões constituem-se como objecto e mote de investigação e discussão que se pretende no mundo da língua portuguesa.

O Seminário “Cânone, Margem e Periferia nos Espaços da Língua Portuguesa”, acontecerá, no âmbito do Grupo MORPHE do CEC, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, contando com uma programação formada por conferências mesas-redondas, para além de comunicações individuais. Podem também ser propostas mesas de 4-5 participantes.


 

Convidam-se estudantes, investigadores e professores a apresentarem comunicações. Os resumos das comunicações deverão ser enviados até ao próximo dia 30 de Setembro de 2012. para o seguinte endereço: periferiacec@gmail.com

 

 

 

 

A aceitação dos resumos será comunicada até 15 de Outubro.

26.06.2012 | by joanapereira | faculdade de letras lisboa, FLUL, universidade de lisboa