Cem anos que abalaram o Mundo: hipóteses emancipatórias

24 e 25 de novembro de 2017, 9h Faculdade de Economia da UC

Apresentação

O centenário da Revolução Russa serve de ocasião para o CES promover uma reflexão alargada sobre os caminhos emancipatórios que atravessaram o mundo no século XX e sobre as suas heranças, legados e limites. Enquanto lugar-símbolo das esperanças e dos impasses de um novo modelo socialista, 1917 constitui uma oportunidade analítica para pensar experiências e projetos que, na sua esteira e fora dela, foram construindo trajetórias alternativas ao capitalismo, ao colonialismo e ao patriarcado. Num tempo em que as hipóteses emancipatórias parecem pulverizadas, este encontro internacional procurará refletir criticamente sobre as mudanças ocorridas ao longo do século XX e sobre o lugar e a natureza dos imaginários de transformação social e libertação nos dias de hoje. 

Mesas

É tão difícil imaginar o fim do capitalismo como imaginar que o capitalismo não tenha fim?
Esta sessão transforma em pergunta uma constatação feita por Boaventura de Sousa Santos. A experiência soviética inscreveu as alternativas sistémicas ao capitalismo no campo das possibilidades. O colapso da União Soviética pareceu validar a ideia de que o capitalismo seria afinal o último estádio da evolução histórica. Praticamente sem freios e contrapesos, o desenvolvimento do capitalismo alimentou desde aí crises sem fim. A catástrofe ambiental eminente é naturalmente uma das mais importantes, mas não é a única. Torna-se de novo urgente pensar criticamente sobre o capitalismo e sobre outros ismos, esconjurando o espectro da barbárie.

Litografia 'Beat the Whites with the red wedge!' de El Lissitzky (1920)Litografia 'Beat the Whites with the red wedge!' de El Lissitzky (1920)

Adeus Lenine?
A história dos ideais socialistas é uma história feita de vitórias e derrotas, de esperanças e tragédias, de conquistas e de bloqueios. A evocação do nome do líder soviético - e do conhecido filme de Wolfgang Becker - permite-nos aqui equacionar as heranças políticas e ideológicas que a revolução russa pode suscitar, bem como reimaginar a possibilidade das hipóteses socialistas nos tempos de hoje.

Colonialismo, não passará?
As lutas anticoloniais têm outro nome que não pode ser esquecido: as lutas de libertação nacional. Este jogo de espelhos reflete os lugares de enunciação a partir dos quais se olham e se pensam essas dinâmicas de emancipação que foram decisivas para a história do século XX e para a reimaginação do mundo no nosso século. Nessas lutas de libertação nacional e nas independências que se lhe seguiram estão inscritas muitas das energias criadas e alimentadas pelos ideais do socialismo e da revolução russa. Contudo, hoje em dia, a pergunta sobre se o ciclo colonial já passou adquire novos sentidos face aos desenlaces pós-democráticos e neoliberais que invadem e povoam os horizontes políticos de uma boa parte da humanidade.

Pode a subalterna falar?
Ainda que os ideais emancipatórios propagados pela revolução russa e pelos seus legados tivessem dado atenção à subalternidade das mulheres nas várias esferas da vida, não conseguiram tornar irreversível um imaginário feminista capaz de romper com os múltiplos sexismos que continuam a permear as sociabilidades. Partindo da assunção de que as mulheres não são uma minoria entre outras que têm sido oprimidas e discriminadas, colocar a questão no feminino, tal como é feito, obriga-nos a uma atenção epistemológica sobre todos os sistemas de opressão. Neste sentido, esta é a abordagem feminista que propomos e que, qualquer revolução, de ontem ou de hoje, deveria assumir como sua.

Comissão organizadora
João Rodrigues, Miguel Cardina, Teresa Almeida Cravo e Teresa Cunha

Comissão científica
António Sousa Ribeiro, Boaventura de Sousa Santos, Carlos Fortuna, Catarina Martins, Diana Andringa, Elísio Estanque, Isabel Caldeira, José António Bandeirinha, José Manuel Mendes, José Reis, Licínia Simão, Manuel Carvalho da Silva, Maria Paula Meneses, Nuno Teles, Pedro Hespanha, Rui Bebiano, Sara Araújo, Silvia Rodríguez Maeso e Teresa Maneca Lima

Programa

23.11.2017 | by martalanca | CES, colóquio, Revolução Russa

Colóquio Memória, História, Esquecimento. O 27 de Maio de 1977 em Angola

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL),  26 de maio 2017 / 09h 30m   

Um colóquio multidisciplinar que assinala a passagem de 40 anos dos acontecimentos de 27 de Maio de 1977 em Angola, cujas consequências perduram até hoje na sociedade angolana. A necessidade de se criar um espaço de reflexão no meio académico serviram de mote aos organizadores para proporem a realização de um colóquio, no qual os investigadores pudessem partilhar e debater as suas pesquisas com a comunidade científica e a sociedade em geral.

A participação de investigadores de diferentes áreas do conhecimento permitirá uma abordagem multidisciplinar, para uma melhor compreensão deste fenómeno histórico angolano, através das suas múltiplas dimensões: política, social e cultural. Por isso, participam investigadores da história, da música, da antropologia, dos direitos humanos e da justiça.

Pretende-se que esta problemática saia da penumbra e do mujimbosocial em que tem estado confinada e reduzida até hoje na sociedade angolana, para que seja incluída como tema próprio nas discussões académicas das Ciências Sociais, nomeadamente dos Estudos Africanos, da História de África e, em particular, da História de Angola.

Comissão Organizadora: Myriam Taylor de Carvalho, Verónica Leite de Castro, Edson Vieira Dias Neto, Pedro Aires Oliveira

PROGRAMA 

9h 30m – Receção, inscrição, Venda de livros

10h / 10h 20m – Boas vindas e apresentação do evento

Pedro Aires Oliveira (IHC-FCSH-UNL)

Verónica Leite de Castro (Membro da Organização)

1º Painel – 10h 20m / 12h 20m  

Moderador Michel Cahen (CNRS / Casa Velazques)

Mabeko Tali (HUW)

O 27 de Maio, 40 anos depois: uma exégese do discurso nitista.

Margarida Paredes (UFBA)

Uma narrativa silenciada, a liderança das mulheres na revolta do 27 de   Maio de 1977. O caso do ‘Destacamento Feminino’ das FAPLA.

Leonor Figueiredo (Investigadora Independente)

A importância das fontes orais na abordagem ao «27 de Maio».

Francisco Júnior (FLUC)

Cânticos silenciados em 1977: Lembranças musicais de Artur Nunes, David Zé e Urbano de Castro.      

12h 20m / 13h 30m – Debate 

13h 30m / 15h – Almoço livre

2º Painel – 15h – 17h  

Moderador José Pedro Castanheira (Jornalista)

Marcolino Moco (Ex primeiro Ministro de Angola)

O 27 de Maio. Problema angolano no contexto africano. Que tipo de justiça?

Benja Satula (UCAN – UCP)

“Do processo ao não processo”, a irracionalidade dos“guerrilheiros da razão”.

Fernando Macedo (UCT)

A Barbárie do 27 de Maio e o Direito à Memória.

Joaquim Sequeira Carvalho (ISP-UKB)

“O 27 de Maio de 1977”

17h – 18h Debate

– Encerramento

- Venda livros, coffee break

19.05.2017 | by martalanca | 27 de maio 1977, Agostinho Neto, angola, colóquio, desaparecidos, fracionismo, genocídio, memória, política, trauma

Apresentação de propostas de comunicações para o colóquio internacional “Teatro: Estética e poder”

Está aberto até 15 de Maio o prazo para a apresentação de propostas de comunicações para participar no colóquio internacional “Teatro: Estética e Poder”, organizado pelo Centro de Estudos de Teatro e o Centro de Estudos Clássicos da FLUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, que terá lugar nos dias 21 e 22 de Novembro de 2013.

Este colóquio, organizado em sessões plenárias, com participantes convidados, e em sessões paralelas de comunicações por inscrição, pretende constituir ocasião propícia a uma reflexão sobre o teatro nas suas múltiplas dimensões performativa, literária, filosófica, histórica, ideológica, política e social e a sua relação com as outras artes.

As comunicações terão uma duração de 20 minutos e poderão ser apresentadas em várias línguas: português, inglês, francês, espanhol e italiano. Na sequência do colóquio, será publicado um volume com uma selecção dos textos apresentados.

Os interessados poderão obter mais informações aqui.

19.02.2013 | by herminiobovino | colóquio, lisboa, teatro

COLÓQUIO sobre Ricardo Rangel, 17 de Julho, MAPUTO

RICARDO RANGEL

Ricardo Achiles Rangel (Lourenço Marques, 15 de fevreiro de 1927- Maputo, 11 de junho de 2009), foi um fotojornalista e fotógrafo moçambicano.

A Kulungwana e o Centro Cultural Brasil Moçambique organizam colóquio sobre a obra de Ricardo Rangel, no dia 17 de Julho de 2012, com início as 14h30, assim como no cocktail de encerramento, nas instalações do CCBM.

PROGRAMA
14h30 Saudação aos participantes
Henny Matos, Directora Executiva da Kulunguana
14h40 Abertura do Colóquio
José Luis Cabaço, Presidente do Colóquio
14h50 Primeiro Painel
Raul Calane da Silva: “A Geração de Ricardo Rangel”
José Mota Lopes: “Ricardo Rangel, nos textos dos seus contemporâneos”
Debate
15h55 Segundo Painel
Rui Assubuji: “Ricardo Rangel - uma visão crítica da sua arte”
Nelson Saute: “Foto-jornalismo, ontem e hoje”
Debate
17h00 Terceiro Painel
Drew Thompson “Iconicity of Ricardo Rangel and the Production of Mozambican History”
José Teixeira “O pão nosso de cada noite: ousadia datada ou tema actual?”
Debate
18h00 Encerramento do Colóquio
José Luis Cabaço
Agradecimento aos participantes
Cocktail
Local: Centro Cultural Brasil-Moçambique, MAPUTO
Av. 25 de Setembro, 1728
Entrada livre

09.07.2012 | by candela | colóquio, fotografia, fotojornalismo., Maputo, RICARDO RANGEL

Colóquios sobre Literaturas de Língua Portuguesa em Lisboa e no Porto

Já esta segunda-feira, 14 de Maio, no Porto, o espaço Maus Hábitos (em frente ao Coliseu) acolhe a segunda edição do “Tinha Paixão? - Literaturas Brasileira e Africana”. À semelhança da primeira edição, mantém como objectivo principal  partilhar com o público alguns dos grandes nomes das literaturas brasileira e africana dos séculos XX e XXI. Arrancou no passado dia 26 de Abril e prevê cinco sessões de colóquios, a decorrer todas as segundas-feiras, em espaços diferentes, até dia 28 de Maio. Esta edição está marcada para as 18h30 e tem como convidados Ana T. Rocha, que falará sobre a poeta são-tomense Conceição Lima, Pires Laranjeira, que falará sobre o poeta angolano João-Maria Vilanova e Vanessa Rodrigues, que falará sobre a escritora brasileira Andrea del Fuego.

Na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa acontece a 16 de Maio, pelas 16 horas, o colóquio intitulado “Literatura e Culturas Africanas – Perspectivas de Ensino”, com as intervenções de Ana Mafalda Leite, Ana Paula Tavares, Fátima Mendonça, Inocência Mata, Luís Dias Martins e Pires Laranjeira.

13.05.2012 | by joanapereira | colóquio, língua portuguesa, lisboa, literatura, porto

Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné-Bissau: percursos do saber e da ciência

Lisboa, 21 - 23 de Junho de 2012
ISCSP-UTL, Auditório Piso 0

Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné-Bissau: Percursos do Saber e da Ciênciaresulta de uma parceria entre investigadores do Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) e do Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP-UTL) no quadro de programas de investigação em curso, e visa criar um fórum para investigadores das várias áreas do saber científico apresentarem e partilharem estudos e resultados de projectos sobre Cabo Verde e a Guiné-Bissau.

Reflectindo em simultâneo uma história partilhada imposta pela presença colonial Portuguesa e uma evolução diferenciada em função de condições específicas e percursos próprios, Cabo Verde e a Guiné-Bissau, são hoje uma referência fundamental no mundo Atlântico e na África Ocidental atestada pelo crescente número de trabalhos de investigação e de projectos de cooperação. Nesse sentido, este Colóquio pretende dar maior visibilidade à investigação que tem vindo a ser feita contribuindo para dinamizar o interesse por estes dois países e sublinhando o papel desempenhado pela investigação científica e pelo envolvimento directo no desenvolvimento e na cooperação.

Privilegiar-se-á uma abordagem comparativa e interdisciplinar que tenha em conta perspetivas históricas, antropológicas, sociológicas, culturais, económicas, políticas, biológicas e ambientais, que permita não só uma visão histórica e multidisciplinar em termos regionais e mundiais mas também em termos do reconhecimento da importância dos saberes e do conhecimento científico no contexto actual destas sociedades. Espera-se que através de uma análise histórica mais global e abrangente, seja possível uma melhor compreensão da situação presente destes dois países, ajudando a identificar dificuldades actuais e a cooperar na sua resolução.

Áreas temáticas propostas:
Ocupação, História colonial e Escravatura
Etnicidade, Sociedades crioulas e Diáspora
Colonialismo moderno, Descolonização e Período pós-colonial
Biodiversidade, Etnobotânica, Medicina tradicional
Gestão, Conservação e Uso Sustentável de Recursos Naturais
Práticas humanas, Alterações climáticas e Impactos ambientais
Saúde, Alimentação e Ambiente
Literatura, Cultura e Educação
Desenvolvimento e Cooperação (apresentação de projectos)

30.03.2012 | by herminiobovino | Cabo-verde, colóquio, Guiné Bissau

Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe, numa perspectiva interdisciplinar diacrónica e sincrónica

De 27 a 29 de Março de 2012 no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.

O Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica resulta de uma parceria entre investigadores do Centro de Estudos Africanos do ISCTE ‐ Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE‐IUL) e do Investigação Científica Tropical (IICT) no quadro de programas de investigação em curso, e visa apresentar e partilhar estudos e resultados de projectos sobre São Tomé e Príncipe, nas várias áreas do saber científico.

Programa:
Dia 1

Dia 2

Dia 3

Painéis | Abstracto

19.03.2012 | by herminiobovino | colóquio, lisboa, São Tomé

Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné Bissau: percursos do saber e da ciência

COLÓQUIO INTERNACIONAL CABO VERDE E GUINÉ BISSAU:
PERCURSOS DO SABER E DA CIÊNCIA
LISBOA, 21-23 DE Junho de 2012
ISCSP-UTL, Auditório Piso 0

O Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné-Bissau: Percursos do Saber e da Ciência resulta de uma parceria entre investigadores do Programa de Desenvolvimento Global do Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) e do Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP-UTL) no quadro de programas de investigação em curso, e visa criar um fórum para investigadores das várias áreas do saber científico para apresentarem e partilharem estudos e resultados de projetos sobre Cabo Verde e a Guiné-Bissau.
Refletindo em simultâneo uma história partilhada imposta pela presença colonial Portuguesa e uma evolução diferenciada em função de condições específicas e percursos próprios, Cabo Verde e a Guiné-Bissau, são hoje uma referência fundamental no mundo Atlântico e na África Ocidental atestada pelo crescente número de trabalhos de investigação e de projetos de cooperação. Nesse sentido, este Colóquio pretende dar maior visibilidade à investigação que tem vindo a ser feita contribuindo para dinamizar o interesse por estes dois países e sublinhando o papel desempenhado pela investigação científica e pelo envolvimento direto no desenvolvimento e na cooperação.
Privilegiar-se-á uma abordagem comparativa e interdisciplinar que tenha em conta perspetivas históricas, antropológicas, sociológicas, culturais, económicas, políticas, biológicas e ambientais, que permita não só uma visão histórica e multidisciplinar em termos regionais e mundiais mas também em termos do reconhecimento da importância dos saberes e do conhecimento científico no contexto atual destas sociedades. Espera-se que através de uma análise histórica mais global e abrangente, seja possível uma melhor compreensão da situação presente destes dois países, ajudando a identificar dificuldades atuais e a cooperar na sua resolução.
Áreas temáticas propostas:
Ocupação, História colonial e Escravatura
Etnicidades, Sociedades crioulas e Diáspora
Colonialismo moderno, Descolonização e Período pós-colonial
Biodiversidade, Etnobotânica, Medicina tradicional
Gestão, Conservação e Uso Sustentável de Recursos Naturais
Práticas humanas, Alterações climáticas e Impactos ambientais
Saúde, Alimentação e Ambiente
Literatura, Cultura e Educação

Desenvolvimento e Cooperação (apresentação de projetos)
Comissão Organizadora

Ana Cristina Roque (IICT-IP)

Helena Sant’ana (CAPP / ISCSP-UTL)

Maria Manuel Romeiras (IICT-IP)

Maria Manuel Torrão (IICT-IP)

Philip Havik (IICT-IP)

Vítor Rosado Marques (IICT-IP)
Comissão Científica

Ana Cristina Roque (IICT-IP)

António Nóbrega (ISCSP-UTL)

Celeste Quintino (ISCSP-UTL)

Cristina Branquinho (CBA-FCUL)

Eduardo Leitão (IICT-IP)

Fernando Serra (ISCSP-UTL) 
José da Silva Horta (FLUL)

João Carlos Garcia (UP)

Leopoldo Amado (CES - UC)

Luís Catarino (JBT – IICT-IP)

Mamadú Jao (INEP – Guiné Bissau)

Maria Cristina Duarte (IICT)

Maria Emília Madeira Santos (IICT-IP)

Olga Silva (FFUL)

Pedro Borges Graça (ISCSP-UTL)

Vítor Rosado Marques (IICT-IP)

Wilson Trajano Filho (UB, Brasil)
Secretariado

Teresa Vilela (IICT) Lívia Ferrão (IICT) Carolina Barata (ISCSP-UTL) Suelen Tavares (ISCSP-UTL)
O Colóquio é aberto a todos os interessados, investigadores e público em geral. As propostas de comunicação deverão ser enviadas, sob forma de resumo, em português ou inglês, para coloquio.CVGB@gmail.com até 30 de Março de 2012, sendo os resultados da avaliação comunicados até 30 de Abril de 2012. As comunicações terão uma duração de 20 minutos e poderão ser apresentadas em português ou em inglês embora não seja possível a tradução simultânea.
Informações e normas para a apresentação de resumos em http://coloquiocvgb.wordpress.com/
A inscrição é obrigatória e gratuita, não sendo possível à organização custear despesas de deslocação e estadia.

 

International Conference on Cape Verde and Guinea Bissau: Paths of Knowledge and Science LISBON, 21-23 June 2012
ISCSP-UTL, Auditório Piso 0

The International Conference on Cape Verde and Guinea Bissau: Paths of Knowledge and Science, is the result of the collaboration between the Global Development Programme of the Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) and the Centro de Administração e Políticas Públicas of the Instituto de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP-UTL) in Lisbon in the context of ongoing research projects, and aims to provide a platform for scholars from a wide range of disciplines to discuss their work on Cape Verde and Guinea Bissau.
Reflecting at the same time the shared history imposed by the Portuguese colonial presence, and the distinct evolution of the territories and their populations each with their own particular dynamics, Cape Verde and Guinea Bissau today constitute a fundamental reference for the Atlantic World and West Africa in view of the growing body of scientific knowledge and development projects. As a result, the International Conference intends to give greater visibility to research on these territories and societies, thereby contributing to boost the interest in the two countries and focus on the roles played by scientific research and international cooperation.
The International Conference will give priority to comparative and interdisciplinary approaches that take into account historical, anthropological, sociological, cultural, economic, political, biological and environmental perspectives, as well as local, regional and global aspects of these countries’ past and present. By recognizing the importance of indigenous and scientific knowledge, the meeting expects to contribute towards a better understanding of the present situation of these countries, help identify certain issues and problems and discuss possible solutions.
Proposed topics:

Occupation, Colonial History and Slavery Ethnicity, Creole Societies and Diaspora Modern Colonialism, Decolonization and Post-Colonial Development Biodiversity, Ethnobotany, Indigenous Medicine Management, Conservation and Sustainable Use of Natural Resources Climate Change, Human Intervention and Environmental Impact Health, Nutrition and Environment Literature, Culture and Education Development and Cooperation
Organising Committee

Ana Cristina Roque (IICT-IP)

Helena Sant’ana (CAPP / ISCSP-UTL)

Maria Manuel Romeiras (IICT-IP)

Maria Manuel Torrão (IICT-IP)

Philip Havik (IICT-IP)

Vítor Rosado Marques (IICT-IP)
Scientific Committee

Ana Cristina Roque (IICT-IP)
António Nóbrega (ISCSP-UTL) Celeste Quintino (ISCSP-UTL) Cristina Branquinho (CBA-FCUL) Eduardo Leitão (IICT-IP) Fernando Serra (ISCSP-UTL) José da Silva Horta (FLUL) João Carlos Garcia (UP) Leopoldo Amado (CES - UC) Luís Catarino (JBT – IICT) Mamadú Jao (INEP – Guiné Bissau) Maria Cristina Duarte (IICT-IP) Maria Emília Madeira Santos (IICT-IP) Olga Silva (FFUL) Pedro Borges Graça (ISCSP-UTL) Vítor Rosado Marques (IICT-IP) Wilson Trajano Filho (UB, Brasil)
Secretariat

Teresa Vilela (IICT-IP)

Lívia Ferrão (IICT-IP)

Carolina Barata (ISCSP-UTL)

Suelen Tavares (ISCSP-UTL)
The International Conference is open to all interested parties, researchers and the general public. Paper proposals should be submitted, in English or Portuguese, to the following e-mail address coloquio.CVGB@gmail.com. The deadline for the submission of abstracts is 30th March 2012; notifications of acceptance will be sent out by the 30th of April. Maximum allotted time for presentations is 20 mins.
Other information and rules of submission of paper proposals available at http://coloquiocvgb.wordpress.com/
Registration is obligatory and free; the organizers of the International Conference cannot provide funding for travel and accommodation expenses.

16.02.2012 | by joanapires | cabo verde, ciência, colóquio, Guiné Bissau, saber

Call for Papers - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica

Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica

Lisboa, ISCTE‐IUL, 27 e 28 de Março de 2012

O Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica resulta de uma parceria entre investigadores do Centro de Estudos Africanos do ISCTE ‐ Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE‐IUL) e do Programa de Desenvolvimento Global do Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) no quadro de programas de investigação em curso, e visa apresentar e partilhar estudos e resultados de projectos sobre São Tomé e Príncipe, nas várias áreas do saber científico. 

Reflectindo a sua pequena dimensão, em termos quantitativos a produção científica relativamente a São Tomé e Príncipe não é comparável com a de outros países africanos lusófonos maiores, como Angola ou Moçambique. Contudo, nos últimos anos o número dos trabalhos de investigação relacionados com o pequeno arquipélago no Golfo da Guiné tem aumentado consideravelmente, tanto nas áreas das Ciências Sociais, como das Ciências

Naturais. Nesse sentido, este Colóquio pretende dar maior visibilidade à investigação que tem vindo a ser feita, criando oportunidades para os investigadores das diversas áreas científicas apresentarem os seus trabalhos e contribuírem, deste modo, para dinamizar o interesse por São Tomé e Príncipe e pelo papel desempenhado pela investigação científica.

Privilegiar‐se‐á uma abordagem comparativa e interdisciplinar que tenha em conta perspectivas históricas, antropológicas, sociológicas, culturais, económicas, políticas, biológicas e ambientais, que permita não só uma perspectiva histórica em termos globais e ao nível da relação do arquipélago com o continente Africano e com o mundo, mas também em termos do reconhecimento da importância dos saberes no contexto actual desta sociedade. Espera‐se que através de uma compreensão histórica mais aprofundada da realidade deste arquipélago, seja possível uma melhor compreensão da situação presente deste país, ajudando a identificar dificuldades actuais e a cooperar na sua resolução.

Áreas temáticas:

Ocupação e história colonial, história da escravatura e da economia de plantação

Génese da sociedade, insularidade, sociedades crioulas

O colonialismo moderno, o mundo das roças, descolonização

O período pos‐colonial, transições políticas, políticas económicas, diáspora

Línguas, literatura e cultura

Biodiversidade, etnobotânica, medicina tradicional, circulação de saberes….

Desenvolvimento e Cooperação (apresentação de projectos)

Comissão Organizadora

Ana Cristina Roque (IICT)

Gerhard Seibert (CEA)

Vítor Rosado Marques (IICT)

João Dias (CEA/ISCTE‐IUL)

Secretariado

Teresa Vilela (IICT)

Fernanda Alvim (CEA/ISCTE‐IUL)

Contacto:

coloquio.stp@gmail.com

Ana Cristina Roque, tel. +351 213600580/1/2

Gerhard Seibert, tel. +351 21 790 39 03

O Colóquio é aberto a todos os interessados, investigadores e público em geral. As propostas de comunicação deverão ser enviadas, sob forma de resumo, em português e inglês, para coloquio.stp@gmail.com, até 15 de Dezembro de 2011, sendo os resultados da avaliação comunicados até final de Janeiro de 2012. As comunicações terão uma duração de 20 minutos e poderão ser apresentadas em português e inglês embora não seja possível a tradução simultânea.

A inscrição é obrigatória e gratuita, não sendo possível à organização custear despesas de deslocação ou estadia.

Normas para a apresentação de resumos:

Os resumos devem ter entre 300 e 500 palavras e podem ser apresentados em português ou inglês. Texto em fonte Calibri, tamanho 11, com espaço entre linhas de 1,5 e espaço duplo entre as secções do texto. Palavras‐chave: mínimo 2 e máximo 5.

Nome(s) do(s) autor(es) e da instituição a que estão vinculados, bem como o endereço electrónico (e‐mail) do(s) autor(es).

Keep reading "Call for Papers - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiva interdisciplinar, diacrónica e sincrónica"

07.11.2011 | by joanapires | call for papers, Centro de Estudos Africanos, colóquio